Resposta Funcional

Resposta funcional é a relação entre a taxa de consumo de um predador e a densidade populacional de sua presa. Existem 3 tipos de resposta funcional:

Resposta funcional tipo I

Nesse modelo, as presas estão sendo consumidas na proporção direta de sua abundância, logo, o número de predadores também aumenta, já que sua fecundidade aumenta conforme a disponibilidade de alimento.

Em uma situação de muita presa, o número de predadores passa a aumentar através da taxa de natalidade, controlando a quantidade de presas.

Resposta funcional tipo II

Conforme aumenta o número de presas, também aumenta o número de presas consumidas por predador, inicialmente, mas depois nivela quando aumenta a densidade de presas.

Resposta funcional tipo III

A resposta dos predadores às presas diminui conforme diminui a população de presas e há um limite superior para o consumo delas.

A taxa de alimentação dos predadores é limitada no ponto ele está fazendo a digestão e assimilação do alimento, e quanto mais ele se alimenta, mais tempo ele passa manipulando a presa, com isso diminui o tempo de busca, o que leva ao equilíbrio. Esses fatores ditam que a resposta funcional deveria atingir um platô nesses pontos.

Contudo, pode haver uma mudança de alimentação para recursos alternativos quando há escassez de presas, reduzindo a pressão sobre um tipo de presa. Mas nem sempre a variação na disponibilidade de presas leva a uma mudança.

Arquivado em: Ecologia