Questões da prova UFPB 2008

Selecionamos as questões mais relevantes da prova de vestibular UFPB 2008. Confira!
* Obs.: a ordem e número das questões aqui não são iguais às da prova original.

Questão 1:

Observe o mapa a seguir, verificando os pontos extremos do Brasil: norte, sul, leste e oeste. Um desses pontos, extremo leste, é a Ponta do Seixas, localizada na cidade de João Pessoa, PB.

(Adaptado de: VITTIELO; BIGOTO e ALBUQUERQUE, 2006, p. 16).

Com base nessas informações, é correto afirmar que a demarcação de um ponto extremo é importante, porque:


Questão 2:

Escala gráfica, segundo Vesentini e Vlach (1996, p. 50), “é aquela que expressa diretamente os valores da realidade mapeada num gráfico situado na parte inferior de um mapa”. Nesse sentido, considerando que a escala de um mapa está representada como 1:25000 e que duas cidades, A e B, nesse mapa, estão distantes, entre si, 5cm, a distância real entre essas cidades é de:


Questão 3:

(Adaptado)

“O estudo dos domínios morfoclimáticos brasileiros ajuda-nos a compreender o quadro natural que compõe o território nacional. No entanto, principalmente no último século, a intensa ação promovida pelas atividades econômicas, a maioria de bastante impacto, modificou os aspectos desses domínios.” (VITTIELO; BIGOTO e ALBUQUERQUE, 2006, p. 75).

A respeito desses domínios, considere as afirmativas a seguir, assinalando as verdadeiras.


Questão 4:

A erosão, o desmatamento e as queimadas são fatores recorrentes de transformação da paisagem em função do uso do solo como recurso fundamental para as práticas de atividades humanas. Esses fatores são agentes causadores de impactos ambientais na agricultura de grande escala de produção. Nesse sentido, relacione os agentes citados na coluna da esquerda aos seus respectivos impactos ambientais descritos na coluna da direita:

(1)
(2)
(3)
(4)
(5)
Contaminação por agrotóxico
Desmatamento
Desertificação
Queimadas
Erosão
(  ) Perda da camada super­ficial da litos­fera, atra­vés da ação da água, do vento, do gelo etc.
(  ) Extinção e redução da biodiversidade, asso­reamento do leito dos rios, extinção da fauna local.
(  ) Aumento do nível de CO2 (dióxido de car­bono) na atmosfera e aquecimento global.
(  ) Degradação das ter­ras áridas, semi-ári­das e subúmidas, secas re­sultantes de diversos fatores, como as varia­ções climáticas e as ativi­dades humanas.

A sequência correta é:


Questão 5:

(Adaptado) Leia o texto:

“Surgimos da confluência, do entrechoque e do caldea­mento do invasor português com índios silvícolas e campi­neiros e com negros africanos, uns e outros aliciados como escravos. [...] nessa confluência tem-se um novo modelo de estrutura social. Novo porque surge como uma etnia na­cional, diferenciada culturalmente de suas matizes forma­doras. Povo novo ainda porque é fundado num tipo reno­vado de escravismo e numa servidão continuada ao mer­cado mundial.” (RIBEIRO, 1995, p. 9).

No texto, o autor descreve a formação social do povo brasileiro. Considerando a questão indígena e as informações apresentadas, assinale as alternativas verdadeiras.


Questão 6:

“Nunca os seres humanos agrediram tanto o meio ambiente como na atualidade. Isso resulta em problemas que tendem a comprometer a sobrevivência não só da humanidade, mas de todos os seres vivos.” (GARAVELLO e GARCIA, 2005, p.113).

Em relação aos problemas ambientais atmosféricos, é correto afirmar:


Questão 7:

Durante o período Neolítico, o homem aprendeu a domesticar plantas e animais, iniciando o que se costuma chamar de “Revolução Agrícola”. Sobre esse período da história humana, considere as seguintes afirmativas:

I. O início do Neolítico está diretamente li­gado à transformação climática decorrente do fim da última glaciação, há cerca de 12.000 anos. O aquecimento da Terra levou à extinção de muitas espécies animais e ve­getais, consumidas pelos antigos caçadores e coletores. Tais ho­mens neolíticos, em decorrência, foram força­dos a estabelecer novas formas de rela­cio­na­mento com a natu­reza, manipulando e con­trolando a reprodução de animais como cabras e ovelhas, e plantas, como o trigo e a cevada.

II.   Os exemplos mais antigos de povoações neo­líticas foram encontrados no Oriente Médio, em sítios arqueológicos como Jarmo (Iraque) e Jericó (Israel). Tais povoações (e muitas ou­tras) situavam-se na região conhe­cida como “Crescente Fértil”, onde já existiam, em estado selvagem, espécies que se­riam domesticadas pelo homem do Neolítico, como a cabra e o trigo. A partir do Oriente Médio, migrações de agricultores e criadores de animais levaram a “Revolução Agrícola” a diferentes partes do mundo.

III.   O homem, com o desenvolvimento da agri­cul­tura e da criação de animais, abandonou, de forma gradativa, o nomadismo e passou a vi­ver em aldeias mais ou menos permanen­tes. Com isso, também se desenvolveu a acumula­ção de bens, tais como rebanhos, grãos arma­zenados em celeiros, objetos de trabalho (en­xadas, foices, pedras de moi­nho), e objetos de prestígio, como adornos, cerâmicas decoradas e armas. Isso repre­sentou, por outro lado, um grande incentivo para o surgimento da guerra.

Está(ão) correta(s):


Questão 8:

A religião do Antigo Egito caracterizava-se, entre outros aspectos, pela grande quantidade de deu­ses e pela forte crença na vida após a morte. Sobre essa religião, é correto afirmar:


Questão 9:

O filme Alexandre representou a vida do famoso imperador da Macedônia que constituiu um grande império, incluindo a Grécia, o Egito, a Síria, a Pérsia, indo até as fronteiras com a Índia. Alexandre foi educado pelo filósofo Aristóteles e o seu registro memorável na História deve-se, além de seus feitos militares, à difusão da cultura grega nas regiões do Oriente por ele conquistadas. Esse processo histórico-cultural, conhecido como helenismo, caracterizou-se pelo(a):


Questão 10:

A cultura romana incorporou vários elementos de outras culturas, inclusive, na esfera religiosa.

Sobre a religião na Roma Antiga, considere as afirmativas a seguir:

I.   Os romanos, apesar de monoteístas, aceita­vam facilmente o culto de deuses de outros povos. Essa interação cultural pode ser ex­plicada pelo fato do Estado romano, envol­vido apenas com questões políticas, não ter se importado com assuntos religiosos.

II.   A civilização romana praticava a tolerância e identificava-se com outros povos que cul­tuavam um único deus. Tais características foram fundamentais para a expansão do Cristianismo e sua adoção como religião ofi­cial do Estado romano, no século II d.C.

III.   A religião romana, politeísta, foi se diversifi­cando à medida que Roma ganhava impor­tância política e econômica. Assim como os exércitos incorporavam novos territórios, a religião romana foi absorvendo deuses e cultos de outros povos.

Está(ão) correta(s) apenas:


Páginas: [1] 2 3 4 5 6