Questões da prova UFSC 2016

Selecionamos as questões mais relevantes da prova de vestibular UFSC 2016. Confira!
* Obs.: a ordem e número das questões aqui não são iguais às da prova original.

Questão 1:

O jovem Alexandre conquistou a Índia.
Sozinho?
César bateu os gauleses.
Não levava sequer um cozinheiro?
Filipe da Espanha chorou, quando sua Armada naufragou.
Ninguém mais chorou?
Frederico II venceu a Guerra dos Sete Anos.
Quem venceu além dele?
Cada página uma vitória.
Quem cozinhava o banquete?
A cada dez anos um grande homem.
Quem pagava os gastos?

BRECHT, Bertolt. Perguntas de um trabalhador que lê. In:____. Poemas. Tradução de Paulo Cesar Souza. São Paulo: Brasiliense, 1986, p. 167.

Em relação a fontes e escrita da história, é CORRETO afirmar que:


Questão 2:

Os homens da Igreja e os grandes príncipes do renascimento italiano costumavam exaltar o esplendor de seus palácios urbanos e de suas casas de campo com as ruínas da Roma Imperial, que jaziam a seu redor. Retiravam e transportavam dos locais em que haviam descansado durante 1500 anos as estátuas de deuses e imperadores, os bustos de antigos heróis e as ninfas de pedra que um dia haviam dançado nas bordas de antigas fontes.

ROMA: ecos da glória imperial. Coleção Civilizações Perdidas. Rio de Janeiro: Abril, 1998, p. 45.

Sobre o Império Romano, é CORRETO afirmar que:


Questão 3:

Sobre os povos africanos, é CORRETO afirmar que:


Questão 4:

As fábricas inglesas e os usos e significados do relógio

Era exatamente naquelas atividades – fábricas têxteis e oficinas – em que se impunha rigorosamente a nova disciplina do tempo que a disputa sobre o tempo se tornava mais intensa. No princípio, os piores mestres tentavam expropriar os trabalhadores e todo conhecimento sobre o tempo. “Eu trabalhava na fábrica do sr. Braid”, declarou uma testemunha: “Ali trabalhávamos enquanto ainda podíamos enxergar no verão, e não saberia dizer a que horas parávamos de trabalhar. Ninguém, a não ser o mestre e o filho do mestre, tinha relógio, e nunca sabíamos que horas eram. Havia um homem que tinha relógio [...] Foi-lhe tirado e entregue à custódia do mestre, porque ele informava aos homens a hora do dia [...]”.

THOMPSON, Edward Palmer. Costumes em comum: estudos sobre cultura popular tradicional. São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p. 293.

Sobre as relações de trabalho e seus movimentos de resistência ao longo da história, é CORRETO afirmar que:


Questão 5:

Portugal não deu trégua aos moradores da América. Farejava oportunidade de tributar onde germinassem riquezas. Os engenhos começavam a moer cana-de-açúcar e já apareciam taxas para as caixas de açúcar; uma nova taberna abria as portas e os barris de vinho chegavam mais caros. O gado que pisava nos pastos exigia do seu dono uma contribuição; os carregadores que palmilhavam os caminhos deixavam nas contagens um pagamento pelos secos e molhados que as tropas levavam [...]. Esse fiscalismo assombrou o Brasil. Mas assombravam mais ainda as reações da população. Um furacão de revoltas contra os impostos varreu a colônia. Revoltas, mas também rumores, pasquins, abaixo-assinados, conspirações.

FIGUEIREDO, Luciano. Morte aos impostos! Viva o rei. Revista de História, jul. 2007.
Disponível em: <http://www.revistadehistoria.com.br/secao/capa/morte-aos-impostos-viva-o-rei>. Acesso em: 17 ago. 2015.

Sobre as tensões, os conflitos e as resistências na América portuguesa, é CORRETO afirmar que:


Questão 6:

Sobre o Primeiro Reinado brasileiro (1822-1831), é CORRETO afirmar que:


Questão 7:

América Latina e suas lutas sociais

Apesar de sua independência política, conquistada a partir do século XIX, os países da América Latina mantiveram laços de dependência econômica com as grandes potências capitalistas mundiais, inicialmente a Inglaterra e posteriormente os Estados Unidos.
As forças tradicionais, defensoras do vínculo político-econômico com grandes centros capitalistas, não poucas vezes têm se chocado com as forças reformistas e nacionalistas e também com as de extrema esquerda, num quadro de busca pela reformulação das estruturas vigentes. Por isso, ditaduras militares, governos pró-libertação, movimentos reformistas, revolucionários e guerrilheiros têm caracterizado o conturbado quadro político da América Latina desde o século XIX.

VICENTINO, Claudio; DORIGO, Gianpaolo. História Geral e do Brasil, São Paulo: Scipione, 2010, p.195, v. 3.

Sobre a Revolução Mexicana e seus desdobramentos, é CORRETO afirmar que:


Questão 8:

Essa música de Chico Buarque, escrita na época da ditadura civil-militar, representa ao mesmo tempo uma crítica aos ditadores que impunham regras ao povo e o desejo de um Brasil melhor com o fim do regime. Sobre os contextos político, econômico e social do Brasil após a ditadura civil-militar, é CORRETO afirmar que:


Questão 9:

O mundo 70 anos após o fim da Segunda Guerra Mundial

São 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Um conflito que mostrou um mundo dividido entre raças, religiões, poder econômico e político, extremismo ideológico e, sobretudo, uma falta de civilidade que deixou mais de 60 milhões de mortos, sendo uma travessia para a Guerra Fria, só dizimada no início de 1990. São sete décadas que nos afastam da batalha mais devastadora da nossa história e qual dessas mazelas o mundo já conseguiu superar? Um olhar atento pelos desafios atuais do planeta mostra que ainda estamos longe de extirpar algumas delas.

Por Marcos Oliveira. Publicado em 29/08/2015, no Jornal do Commercio.
Disponível em: <http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/mundo/internacional/noticia/2015/08/29/o-mundo-70-anos-apos-o-fim-da-segunda-guerra-mundial-196668.php>. Acesso em: 30 ago. 2015.

Sobre a conjuntura internacional após a Segunda Guerra Mundial, é CORRETO afirmar que:


Questão 10:

Sobre a história de Santa Catarina, é CORRETO afirmar que:


Páginas: [1] 2 3 4 5