Radiação gama

Doutorado em Física (UFJF, 2019)
Mestrado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Bacharelado em Física (UFJF, 2015)
Graduado em Licenciatura em Física (UFJF, 2013)

Radiação é um fenômeno físico caracterizado na natureza pela emissão e propagação de energia por meio de ondas eletromagnéticas. Esse fenômeno também pode ser caracterizado através de partículas em movimento acelerado, uma vez que, partículas aceleradas também emitem radiação na forma de ondas eletromagnéticas. É importante destacar que a radiação é um fenômeno que pode ocorrer no vácuo ou em um meio material. Em outras palavras e em resumo, a radiação está em todo lugar.

A radiação gama é um tipo de radiação nuclear ionizante, isso quer dizer que pode interagir e danificar estruturas de átomos e moléculas. É também chamada de raios gama e são ondas eletromagnéticas possuindo carga e massa nulas. Os raios gama emitem calor continuamente e tem a capacidade de ionizar até o ar ao se propagar, tornando-o um condutor de corrente elétrica. As partículas gama são mais perigosas que as alfa e beta. Se emitidas por um tempo longo podem levar a má formação nas células dos seres vivos. Apresentam alto poder de penetração, por isso, conseguem atravessar chapas de aço de aproximadamente até 15 cm de espessura.

A radiação Alfa é barrada facilmente por uma folha de papel; a beta, por uma chapa de alumínio, e a gama, por uma chapa grossa de chumbo.

Conforme todas as informações mencionadas acima, destaca-se o fato da radiação poder afetar completamente estruturas e moléculas presentes na composição dos seres vivos. Bons exemplos para serem citados são as mutações gênicas e a quebra de moléculas. Nas mutações gênicas a radiação entra em contato com os genes e modifica o DNA das células. Ao se modificarem, as células perdem ou mudam suas funções. A radiação também pode levar a formação de tecidos novos ou até mesmo o aparecimento de tumores malignos. Na quebra de moléculas a radiação quebra a estrutura do DNA das moléculas. Isso prejudica totalmente os processos de multiplicação e divisão celular. Prejudicadas em suas fases de multiplicação e divisão celular, as células não conseguem mais repassar seu DNA.

Em uma faixa grande de tempo, a radiação causa malefícios letais aos seres vivos como por exemplo o câncer. Outro estrago também causado pela radiação é sua presença na cadeia alimentar dos seres vivos que vai atingindo todos os níveis da mesma. A curto prazo a radiação causa dores de cabeça, náuseas, diarreia, febre e etc.

Apesar dos pontos negativos e malefícios causados, em doses corretas e bem específicas, a radiação é utilizada de maneira benéfica como no tratamento de doenças, realização de diagnósticos entre outros.

Referências:

BONJORNO, José Roberto; BONJORNO, Regina Azenha; BONJORNO, Valter; CLINTON, Márcico Ramos. Física História & Cotidiano. São Paulo: Editora FTD, 2004, volume único.

HEWITT, Paul G. Física Conceitual. Porto Alegre: Editora: Bookman, 2011, 11ª. ed. v. único.

Arquivado em: Física Nuclear