Heterocromia

Heterocromia ocorre quando os dois olhos possuem cores diferentes, ou a presença de duas cores na mesma íris. Foto: Olga Ekaterincheva / Shutterstock.com

Heterocromia ocorre quando os dois olhos possuem cores diferentes, ou a presença de duas cores na mesma íris. Foto: Olga Ekaterincheva / Shutterstock.com

Heterocromia ou heterocromia ocular é definida como uma anomalia genética na qual o indivíduo apresenta olhos de cores distintas, ou duas cores em um mesmo olho. Esta condição é rara em humanos, sendo mais observada em animais, especialmente em cães (como dálmatas e pastores australianos), gatos e cavalos. Quando acomete gatos, estes recebem a denominação de gato de olho ímpar.

Ocorre devido a uma modificação no gene EYCL3 presente no cromossomo 15, responsável por apontar a quantidade de melanina que o olho deve apresentar (muita melanina resulta na cor marrom; pouca, na azul). O gene EYCL1, que designa a quantidade de pigmentos de gordura, diz respeito a nuance de tom, azul ou verde.

Embora o elemento genético esteja relacionado com essa condição, outros fatores podem levar à heterocromia, como a síndrome de Waardenburg, que gera surdez e incita essa alteração. Mais comumente, ocorre devido a lesões ou derrames que acarretam modificações da quantidade de melanina presente na retina.

Não existe tratamento específico para essa anomalia. Contudo, lentes de contato podem ser usadas para equiparar as cores.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Heterocromia
http://adam.sertaoggi.com.br/encyclopedia/ency/article/003319.htm
http://visaoemfoco.ativoforum.com/t2571-heterocromia-em-animais
http://dermatlas.med.jhmi.edu/derm/display.cfm?ImageID=982932287