Northern Blot

O Northern Blot é uma técnica utilizada nas pesquisas da área de biologia molecular para estudo da expressão gênica, ou seja, investigar se um dado gene de um genoma é ou não transcrito em RNA e quantificar isso. O nome dessa técnica deriva da similaridade existente entre ela e o procedimento de Southern Blot, nominada pelo biólogo britânico Edwin Southern, havendo distinção na chave, que ao invés de ser DNA, o material genético procurado é o RNA.

Uma diferença entre ambas as técnicas, é a adição de formaldeído no gel de agarose (funciona como desnaturante) na técnica em questão. Da mesma forma como no Southern Blot, a sonda hibridizadora pode ser feita tanto de DNA quanto de RNA.

Anteriormente, em certas ocasiões era utilizada a técnica de Northern Blot reverso. Nesse tipo de procedimento, o ácido nucléico, que era incrustado na membrana, era uma reunião de fragmentos isolados de DNA, e a sonda, por sua vez, era um RNA retirado de um tecido e marcado radioativamente.

A utilização dos denominados microarrays (microarranjos) de DNA, difundida no fim da década de 1990 e começo de 2000, faz uso da técnica mais próxima ao procedimento reverso, que implica o uso de fragmentos de DNA isolados fixos a um substrato, e a hibridização com sonda preparada com RNA. Deste modo, a técnica reversa, embora pouco comumente utilizada, permitiu o estudo simultâneo da expressão gênica de diferentes genes, por meio da utilização da análise do Northern aprimorada para o estabelecimento do perfil de expressão, sendo que neste praticamente todos os genes de um organismo podem ter suas expressões monitoradas.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Northern_blot
http://www.fcfar.unesp.br/laboratorio_sandro_valentini/pdf/A45-%20NORTHERN%20BLOT.pdf

Arquivado em: Genética