Ilhas menores dos Estados Unidos

Ilhas menores dos Estados Unidos é o nome dado ao um conjunto composto por nove ilhas, na maior parte desabitadas, localizadas no Pacífico (oito ilhas) e no Caribe (uma ilha). Tal conjunto é considerado área insular dos Estados Unidos, ou seja, são territórios cujos residentes não são representados em âmbito federal e além disso, não pagam impostos federais.

Ilha Baker

O conjunto de ilhas menores é formado por:

No Pacífico:

  • Ilha Baker (uma pequena ilha estéril)
  • Ilha Howland (ilha arenosa de baixa altitude)
  • Ilha Jarvis (pequena e estéril com pouca folhagem)
  • Atol Johnston (um atol estéril com uma pista de pouso abandonada, criada principalmente para dragagem de coral)
  • Recife Kingman (em grande parte submerso com apenas uma faixa pequena de terra seca)
  • Ilhas Midway (parte da ilhas havaianas do noroeste, declarada Monumento Nacional Marinho em 2007)
  • Atol de Palmyra (um atol com uma agradável floresta, de propriedade da The Nature Conservancy, o único território incorporado das ilhas)
  • Ilha Wake Island (abriga um pequeno contingente do exército e base da Marinha)

Atol Johnston, utilizado antigamente como base aérea e para testes de armas nucleares.

No mar do Caribe:

  • Ilha Navassa (uma pequena ilha ao largo da costa do Haiti, que é reivindicada tanto pelo Haiti como por um pequeno grupo de colombianos que consideram a ilha uma nação soberana).

Os territórios caribenhos de banco Bajo Nuevo e banco Serranilla também são por vezes incluídos pelo governo dos EUA, mas tal status é questionado por outros países.

A história das Ilhas menores dos Estados Unidos começa com o Ato das ilhas de guano, aprovado pelo Congresso dos EUA em 1856. Tal lei permitiu que qualquer cidadão norte-americano pudesse reclamar para o governo dos EUA ilhas desabitadas, ou sem qualquer soberania, e que contivesse depósitos de guano. O guano, à época era extraído para ser utilizado como fertilizante (fertilizantes sintéticos não foram inventados até 1910). Os militares dos EUA eram responsáveis pela defesa das ilhas, assim como qualquer outro território do país. Após a conclusão da mineração de guano, os Estados Unidos, teoricamente, renunciariam ao seu direito à terra. Mais de cem ilhas foram reivindicados sob o Ato das ilhas de guano, e todas, menos as Ilhas Menores foram abandonadas.

Atualmente, apenas uma das Ilhas Menores, a ilha Wake, no Pacífico, é permanentemente habitada, pela Marinha e Exército dos EUA. As outras ilhas tiveram atividade militar transitória ou pequenas colônias ao longo do século passado. Todas são administradas pelo Departamento de Assuntos Insular com o Departamento do Interior dos EUA. Nenhuma dessas ilhas têm qualquer vida vegetal apreciável ou recursos minerais.

Bibliografia:
What are the United States Minor Outlying Islands (em inglês). Disponível em: http://www.wisegeek.com/what-are-the-united-states-minor-outlying-islands.htm# . Acesso em: 24 set. 2012.
Foto ilha Baker: http://www.cs.mcgill.ca/~rwest/wikispeedia/wpcd/wp/b/Baker_Island.htm
Foto Atol Johnston: http://guamagentorange.info/johnston_island

Arquivado em: Estados Unidos