Queimadas no Pantanal em 2020

Ouça este artigo:

As queimadas no Pantanal em 2020 ocorreram a partir de vários incêndios na região, configurando um desastre significativo para o meio ambiente no Brasil. Naquele momento, a crise sanitária causada pelo novo coronavírus (COVID 19) já havia começado, o que tornou as ocorrências ainda mais preocupantes.

Somente no mês de setembro daquele ano, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) indicou que as queimadas no Pantanal bateram o recorde entre todos os desastres anteriores, somando mais de 16 mil focos de incêndio.

Além disso, 2020 totalizou a destruição de aproximadamente dois milhões de hectares no Pantanal, um dano de 15% de todo o bioma. Quando comparado ao número de queimadas no mesmo período em 2019, o índice apresentou um aumento de mais de 60%.

A destruição do bioma do Pantanal apresenta inúmeras desvantagens para o meio ambiente. Isso ocorre devido à riqueza tanto da fauna quanto da flora da região. Ali se concentram espécies animais na casa dos milhares, além da vegetação típica. Fora isso, os danos ao bioma prejudicaram segmentos como a pecuária, as atividades de pesca e o turismo, que formam a base da economia da região.

Área de pantanal afetada pelo fogo. Foto: Pedro Helder Pinheiro / Shutterstock.com

Entre outros aspectos danosos para o Pantanal, ocorreu o aumento de poluentes atmosféricos, diminuição da diversidade da vegetação e queda da evapotranspiração, que é o resultado da evaporação da água pelo solo somada à transpiração vegetal. A flora, apesar de bastante afetada, apresenta possibilidade de regeneração em alguns locais específicos, mas não consegue recuperar-se na totalidade.

Causas

Porém, quais foram as causas das queimadas no Pantanal em 2020? Existem diversos fatores que podem tê-las causado. Um deles está relacionado às estações climáticas. Esta região apresenta climas bastante marcados. No verão ocorrem muitas chuvas, o que gera a inundação de planícies e umidade. O problema está no inverno, quando a escassez de chuvas os índices de umidade do ar tornam-se mais baixos e, com isso, forma-se um clima muito seco.

Assim, na ocorrência de focos de incêndio, as queimadas costumam aumentar bastante. Isso é facilitado pelo tempo seco que atua na propagação mais rápida do fogo. Isso pode ocorrer devido a causas naturais, mas a ação do homem é um fator que ajuda a agravar a situação.

Assim, pode-se afirmar que as queimadas no Pantanal foram causadas naquele período por um processo que envolve ocorrências naturais comuns na região e atividades do homem como a prática do desmatamento, transformação de áreas em pasto para agropecuária, além de quaisquer tipos de ações que possam gerar incêndios na mata.

Características do Pantanal brasileiro

As dimensões do Pantanal abrangem aproximadamente 220 mil km². Destes, 120 mil km² pertencem ao Brasil, divididos em 65% no Mato Grosso do Sul e 35% no Mato Grosso (Centro-Oeste). Além do território nacional, o Pantanal estende-se através do Paraguai e da Bolívia, nações que fazem fronteira com o país.

O Pantanal apresenta uma característica territorial que o legitima como um dos maiores biomas nacionais, a importância da região reside também na direção de reduzir o fenômeno do aquecimento global. Isso ocorre devido à capacidade da área em absorver carbono, que contém a ocorrência do efeito estufa. Estas características refletem na consideração do Pantanal na categoria de Patrimônio Natural e Reserva da Biosfera Mundial, indicada pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

O bioma do Pantanal apresenta como característica principal a planície inundada, mas também conta com regiões de Floresta Tropical, Caatinga e Cerrado. Sua área é envolvida por planaltos de altitude elevada. Assim, o bioma configura-se na nascente de diversos rios pantaneiros, apresentando qualidades de inundação.

No que se refere à paisagem, apresenta características diversas. Contam árvores de grande, médio porte, e as tortuosas, muito presentes no Cerrado. Ocorrem também vegetações aquáticas, que são bastante utilizadas em tratamentos medicinais. Na região de matas ciliares a vegetação tem mais densidade e apresenta as árvores mais altas.

Fontes:

https://www.camara.leg.br/noticias/696913-inpe-confirma-aumento-de-quase-200-em-queimadas-no-pantanal-entre-2019-e-2020/

https://climainfo.org.br/2020/09/10/pantanal-queimadas-de-2020-equivalem-a-destruicao-dos-ultimos-seis-anos/

https://www.nsctotal.com.br/noticias/o-pantanal-se-tornou-um-inferno

https://politeiacoproducao.com.br/recorde-de-queimadas-no-pantanal-brasileiro-em-2020-responsabilidades-e-caminhos-para-evitar-a-destruicao-do-meio-ambiente/

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-54848995

Arquivado em: Geografia