Tegumento

Dá-se o nome de tegumento ou sistema tegumentar a tudo aquilo que reveste externamente o corpo dos animais, conferindo proteção ao organismo contra desidratação, hidratação excessiva, ação dos raios ultravioletas emitidos pelo sol, microrganismos patogênicos, choques mecânicos, entre outros. Pode apresentar apenas pelos, como nos mamíferos; penas, como nas aves e escamas nos peixes. Nos vertebrados, a pele, que é constituída de epiderme (externa) e derme (interna).

A epiderme é a camada superficial, formada por tecido epitelial pluriestratificado pavimentoso (achatado), avascular (por ela não passam vasos sanguíneos) e apresenta células responsáveis pela produção de melanina, o pigmento da pele. A camada celular mais profunda desse epitélio é denominada germinativa, cujas células passam por contínuas divisões mitóticas, produzindo novas células para substituição das superficiais, que morrem constantemente.

Peixes e anfíbios aquáticos apresentam glândulas mucosas na epiderme. Nos vertebrados, especialmente os terrestres, as células mais superficiais são mortas, graças à total impregnação da proteína queratina, substância impermeável que, formando a camada córnea, confere proteção ao animal, principalmente contra desidratação. Nos invertebrados, a epiderme é uniestratificada, ou seja, possui uma única camada de células, ao contrário dos vertebrados.

A derme, por sua vez, situa-se logo abaixo da epiderme, sendo mais espessa. Tem origem mesodérmica e é constituída por tecido conjuntivo, contendo terminações nervosas, vasos linfáticos e sanguíneos e porções basais de glândulas. Tem a função de apoiar a epiderme, dando à pele resistência e elasticidade.

Outra estrutura componente do sistema tegumentar de vertebrados é a hipoderme, esta, porém, apenas aves e mamíferos possuem. A hipoderme é uma camada localizada imediatamente abaixo da derme, constituída de tecido conjuntivo e extremamente rica em tecido adiposo. Além de ser uma reserva nutritiva (gordura), desempenha um importante papel auxiliar na regulação da temperatura corporal pois, devido à propriedade isolante da gordura, reduz a perda de calor do corpo para o meio. Por isso, aves e mamíferos são homeotérmicos (ou endotérmicos), ou seja, não têm a temperatura do corpo alterada com as variações térmicas do ambiente.

Além de conferir proteção, a pele também é responsável pela recepção de estímulos do meio externo (sensibilidade), devido à presença de corpúsculos sensoriais; excreção de catabólitos nos peixes e nos mamíferos; respiração cutânea nos anfíbios; regulação da temperatura do corpo em homeotermos (como dito anteriormente); manutenção da concentração de sais nos líquidos corpóreos (homeostase); nutrição de filhotes mamíferos; locomoção de peixes e alguns anfíbios devido às glândulas mucosas da epiderme, e das aves, devido às penas; ataque e defesa (presença de cornos e unhas) e identificação sexual.

Referências
http://www.colegioweb.com.br/biologia/o-tegumento.html
http://www.simbiotica.org/tecidosanimal.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Epiderme

Arquivado em: Anatomia, Histologia