A derrota das forças nazistas pelo Exército Vermelho russo

A Segunda Guerra Mundial começou muito bem para as forças do Eixo. A inércia dos países democráticos e o pacto de não-agressão celebrado entre União Soviética e Alemanha permitiram às forças desta anexar várias regiões da Europa, e o auge desta expansão seria a conquista da França, em junho de 1940. Até 1943, as vitórias se somavam, e por um momento pareceu que a vitória nazista era certa. Hitler, porém, desprezando os conselhos de seus generais, resolve atacar a União Soviética, que além de ter um vasto território, contava com um exército aguerrido, mesmo não sendo o mais bem equipado. A consequencia mais drástica desta decisão foi o posicionamento da Alemanha em duas frentes ao mesmo tempo, o maior pesadelo de muitos oficiais germânicos. Tal decisão se provaria fatal para as ambições das forças nazistas, pois foi exatamente o Exército Vermelho quem abriria caminho até Berlim, terminando com a guerra na Europa e dando a vitória aos aliados.

A data importante nesta "virada de mesa" na guerra foi 31 de janeiro de 1943, quando as forças alemãs capitulam pela primeira vez em Stalingrado (atual Volgogrado), cidade soviética que quase durante um ano foi alvo de um implacável cerco das tropas alemãs. No fim, estes acabaram por se render ao exército vermelho soviético, acabando com uma sequencia incrível de vitórias alemãs até o momento.

A lenda do invencível exército dos super-homens arianos de Adolf Hitler caiu por terra, justamente pelas mãos dos soviéticos, povo que o Reich inclui em sua lista de Untermenschen, "subumanos". Para os alemães, a derrota após quase um ano de cerco e de seis meses de batalha irá se traduzir em um terrível golpe psicológico. Em contrapartida, para Josef Stalin, o êxito em Stalingrado é a prova da irrefutável vitória da Guerra Patriótica da terra-mãe Rússia.

A partir desta derrota, inicia-se uma lenta onda de "expulsão" dos alemães território russo afora. A verdadeira abertura do “segundo front” se arrastou até junho de 1944, quando o exército vermelho passa a perseguir as tropas alemãs além da fronteira russa até dentro da Alemanha. A 30 de abril de 1945, o Reichstag é tomado pelo Exército Vermelho, (tendo à frente o general Zhukov, presente também na batalha por Stalingrado, poucos anos antes) que conquista de fato a cidade, muito à frente de americanos e britânicos. Essa "primazia irá implicar na implantação das “esferas de influência”, embrião da famosa cortina de ferro que prevaleceria durante toda a guerra fria, separando política e ideologicamente a Europa durante 45 anos.

Bibliografia:
O início do fim? Disponível em: <http://veja.abril.com.br/especiais_online/segunda_guerra/edicao005/capa_imp.shtml>. Acesso em: 26 abr. 2012.

Derrota alemã na Rússia. Disponível em: <http://adluna.sites.uol.com.br/400/469.htm>. Acesso em: 26 abr. 2012.

"Das Ende". Disponível em: <http://veja.abril.com.br/especiais_online/segunda_guerra/edicao009/capa.shtml>. Acesso em: 26 abr. 2012.

LACROIX-RIZ, Annie.O papel “esquecido” da União Soviética. Disponível em: <http://diplo.org.br/imprima1112>. Acesso em: 26 abr. 2012.