Indo-europeus

De acordo com a definição de indo-europeu encontrada no Grande Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, “diz-se de ou indivíduo dos indo-europeus, povos originários das estepes da Ásia central ou dos planaltos iranianos (também chamados arianos) que, a partir do final do Neolítico, se expandiram para a Europa, Pérsia e península da Índia” ou “diz-se de ou tronco (chamado também por alguns de família) de línguas aparentadas, faladas em parte da Ásia e em grande parte da Europa”.

A utilização do termo indo-europeu refere-se a dois tipos de características destes povos. Primeiro, a localização geográfica em que se encontravam naquela época e, segundo, a semelhança nos idiomas que utilizavam. Eles se localizavam em diversas regiões da Europa como a indo-gangética, planalto iraniano e parte ocidental da Ásia. Já no campo linguístico, utilizavam línguas europeias que se relacionavam como a germânica, a eslava, a latina e a grega. O mesmo acontecia com as línguas asiáticas: sânscrito e iraniano.

Pelo lado ocidental, o primeiro povo a utilizar idiomas com origem indo-europeia foram os gregos. Já na parcela oriental, os pioneiros foram os hititas, que, durante o 2º milênio a.C., foram fundadores de um forte império localizado na região central da Anatólia. Estes dois povos habitaram, respectivamente, a Grécia e a Ásia Menor, tendo atingido estas regiões pelos Bálcãs durante o segundo ou, segundo alguns historiadores, terceiro milênio.

As origens geográficas destes povos são motivo de discussão entre os pesquisadores, que, até hoje, ainda não chegaram a um consenso. Porém, as características culturais dos indo-europeus marcaram profundamente os povos com que mantiveram contato. Estes povos já tinham domesticado os cavalos e os utilizavam juntamente com carros para a guerra ou para o transporte. Além disso, são considerados os inventores do arco, da cerâmica e de machados de combate feitos com cobre ou pedra. A sociedade dos indo-europeus apresentava caráter patriarcal e seu modo de sustento provinha da pecuária e da agricultura.

Ao longo dos séculos, no período denominado pelos historiadores como Civilização Pré-Clássica, os indo-europeus foram povos de caráter migratório e de intensa atividade bélica, instalando-se e influenciando povos por onde passaram. São considerados, por exemplo, como base formadora de grupos da Grécia como os Jônios, os Eólios e os Aqueus. Em sua passagem pela Mesopotâmia, influenciaram a formação dos Babilônios e dos Sumérios. No que se refere à região ocidental da Europa, foram responsáveis pela formação dos povos celtas.

Fontes:
FAUR, Mirella. Mistérios nórdicos: deuses, runas, magias, rituais. São Paulo: Madras, 2007.
http://www.infopedia.pt/$os-povos-indo-europeus
http://houaiss.uol.com.br/busca?palavra=Indo-europeu