Progressões geométricas

Graduado em Matemática (FMU-SP, 2018)

Assim como em uma progressão aritmética, a Progressão Geométrica (P.G) também é representada por uma sequência, porém seus elementos são dados pelo produto do termo anterior por uma constante que chamaremos de razão q. Em outras palavras, dada a sequência:

(a1, a2, a3, a4, ..., an)

Temos que:

a2 = a1 . q

a3 = a2 . q = (a1 . q) . q = a1 . q2

a4 = a3 . q = (a2 . q) . q = [(a1 . q) . q ] . q = a1 . q3

...

Naturalmente, se quisermos obter a razão de uma P.G., devemos dividir um termo an pelo seu anterior, assim:

Ao continuarmos a operação para determinar um termo qualquer em uma P.G., obtemos então a fórmula do termo geral:

E supondo um caso em que não sabemos qual é o seu primeiro termo, podemos usar uma forma generalizada do termo geral da P.G. Sejam m e n posições consecutivas quaisquer dos elementos, temos:

Interpretação geométrica da P.G.

Podemos representar o termo geral de uma P.G. como uma função do tipo f(x), onde podemos reescrever a fórmula em função de x e também desenhar o gráfico da função. Dizemos então que:

Supondo conhecidos os valores de a1 e de q, a sua razão, a fórmula do termo geral assumirá então a forma de uma função exponencial. Vejamos um exemplo em que an = ½ e que q = 2, escrevemos:

Sabemos, por definição que esta P.G. será dada por:

Neste exemplo, o nosso primeiro termo será dado por o que claramente já foi dado, confirmando então que o zero da função é o termo a1. Abaixo segue o gráfico da função onde estão indicados os quatro primeiros termos da P.G.:

Vemos que os valores de f(1), f(2), ..., f(x) com x sendo um número inteiro serão os termos da P.G.

Tipos de progressão geométrica

Crescente

Quando a razão q >1 e os termos são positivos ou quando 0 < q < 1 e os termos são negativos. Exemplos:

(1, 4, 16, 64, ...), onde q = 4

(-150, -30, -6, ...), onde q = ½

Decrescente

Quando 0 < q < 1 e os termos são positivos, ou quando q > 1 e os termos negativos. Por exemplo:

(200, 100, 50, ...), onde q = ½

(-1, -3, -9, ...), onde q = 3

Oscilante

Quando q < 0, ou seja:

(3, -6, 12, -24, ...), onde q = -2

Soma dos termos de uma Progressão Geométrica finita

Seja uma P.G. (a1, a2, a3, a4, ..., an) e Sn soma dos seus termos, podemos então escrever:

Multiplicando ambos os lados da equação por q temos:

E que pela definição:

Podemos então dizer que:

O que nos resulta em:

E pela equação do termo geral, podemos:

Isolando as variáveis:

Por fim, obtemos então a fórmula da soma da P.G. finita:

OBS: Se a razão for igual a um (q=1), em outras palavras, se a P.G. for constante (onde todos os seus termos são iguais) então não será possível obter a soma dos seus termos.

Referências Bibliográficas:

DANTE, Luiz Roberto. Matemática: Contextos & Aplicações - Volume 1. São Paulo: Editora Ática, 2011.

IEZZI, Gelson. Fundamentos de Matemática Elementar – Volume 4: São Paulo: Editora Atual, 2013.

Arquivado em: Matemática