Imagismo

Ezra Pound, poeta, músico e crítico norte-americano, foi um grande nome do Modernismo Poético e desenvolveu movimentos modernistas, como o Imagismo. O Imagismo foi uma escola estética de vanguarda datada da segunda década do século XX, que consistia numa nova forma de fazer poesia, com novos ritmos sonoros, uso de linguagem coloquial, despreocupação com a métrica, versos livres e o uso de imagens.

O objetivo principal da Escola Imagista era libertar a poesia da sombriedade dos recursos retóricos e do sentimentalismo vitoriano que pairava nas produções poéticas. Além disso, utilizar o recurso imagético intensamente como forma de enfatizar o sentido dos escritos.

O Imagismo encaixa-se como um possível sucessor do simbolismo francês, pelo uso enfático de imagens, no entanto os simbolistas utilizavam a pintura, enquanto para os imagistas predominava a escultura.

Pound, poeta que desenvolveu o movimento Imagista, liderou de forma bastante enérgica o movimento, e propagou as idéias de T. E. Hulme, que dizia que a poesia utilizando de imagens e da metáfora teria maiores possibilidades de exprimir o que realmente se desejava por parte do autor. Para os imagistas, a poesia associada fortemente à imagem e aos recursos metafóricos teria uma abrangência de sentido muito maior do que a poesia limitada ao recurso vocabular.

As raízes do Imagismo encontravam-se predominantemente  nas poesias orientais chinesas e japonesas. No entanto, a poesia latina, poemas da tradição medieval inglesa, as composições poéticas dos trovadores provençais e alguns poetas italianos também exerceram significativas influências sobre a escola estética.

Apesar de todo o envolvimento enérgico de Ezra Pound com o movimento imagista, ele o abandonou em 1914, dois anos após o seu surgimento. Neste ano, Pound mudou-se para a Itália, e passou a defender teorias econômicas que em pouco tempo associaram-no ao fascismo, por ter chegado até a defender questões antidemocráticas em uma rádio durante a Segunda Guerra Mundial.

Quando Pound deixou o movimento, Amy Lowell tentou mantê-lo, embora sem sucesso, pois apesar de bastante intenso, o Imagismo foi um tanto efêmero. Mas mesmo após seu desmantelamento, muitos artistas, poetas e escritores continuaram a se inspirar no Movimento Imagista e a levar em consideração seus aspectos e conceitos.

Pound desenvolveu ainda outro movimento modernista, o Vorticismo, com características imagistas, no entanto mais intenso.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Imagismo
http://www2.fcsh.unl.pt/invest/edtl/verbetes/I/imagismo.htm