Asteraceae

Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Asterales
Família: Asteraceae

Asteraceae é a segunda maior família do grupo que apresenta flores em sua composição. Seus representantes mais comumente conhecidos são as margaridas, os crisântemos e os girassóis. Ao lado uma amostra de 12 espécies diferentes representantes desta família. Segundo a informação advinda do Jardim Botânico Royal, a família das asteráceas comporta 1600 gêneros e 23000 espécies, sendo que alguns dos gêneros mais vastos possuem mais de 1000 espécies. Apesar de serem encontradas em praticamente todos os lugares, estes vegetais tem uma preferência marcante por habitats montanhosos, com um clima mais tropical.

Normalmente são plantas herbáceas, dificilmente chegando ao status de “árvore”. As flores são do tipo capítulo, apresentando um receptáculo (podendo ser côncavo, plano ou convexo) e um toro onde estão inseridas um conjunto de flores, sobreposto por um conjunto de brácteas. Um exemplo perfeito é a Margarida.

Seu fruto é do tipo aquênio, ou seja, normalmente seco, advindo de um ou de mais carpelos, é do tipo indeiscente, mantendo-se fechado mesmo após sua maturação estar completa.

Tem também sua importância econômica, seja na culinária ou no setor de paisagismo. Fácil de cultivar e resistentes, margaridas e girassóis são espalhados nos ambientes, adornando mesas de restaurantes, balcões de lojas, fachadas inteiras de casas, enfim, uma infinidade de usos de sua beleza. Na culinária temos a alface, a chicória, a alcachofra, entre muitas outras espécies.

Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/Asteraceae