Distinção Experimental entre a Natureza Química e Física de um Fenômeno

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Este artigo foi útil?
Considere fazer uma contribuição:


Ouça este artigo:

Experimentalmente pode-se identificar um fenômeno de natureza química a partir de alguns fatores, como a precipitação, a mudança de coloração e o desprendimento gasoso. Já um fenômeno de natureza física é marcado por sua reversibilidade.

Fenômenos físicos são caracterizados pela conservação da composição da matéria e reversibilidade do processo. Uma vez que não há alteração da matéria, esta pode ser revertida em seus componentes individuais. Logo, pode-se recuperar os reagentes do processo.

PROCEDIMENTO LABORATORIAL:

1. Solução sólido × líquido

  • Em 20mL de água, solubilizar 5g de sacarose (açúcar comum), em um copo de béquer de 50mL. Anotar as massas do copo de béquer vazio, apenas com água e com a solução.
  • Aquecer o sistema até evaporação completa da água.
  • Pesar novamente o sistema e anotar observações.

2. Solução líquido × líquido

  • Em uma proveta, adicionar 10mL de gasolina.
  • Em uma segunda proveta, adicionar o mesmo volume de água.
  • Misturar os líquidos em um funil de bromo e agitar.
  • Decantar a mistura, nas mesmas provetas, separando líquidos e observando extração do álcool pela água.

3. Mistura heterogênea

  • Adicionar a 20mL de água 1g de enxofre em um copo de béquer de 50mL. Agitar o sistema.
  • Através de uma filtração simples, separar os componentes da mistura. Com auxílio de uma pinça, pesar o papel filtro.
  • Após filtração, pesar novamente o papel filtro, observando a massa de água retida no mesmo.
  • Evaporar a água residual do papel filtro sobre uma tela de amianto.
  • Pesar novamente o sistema.

Fenômenos químicos (reações químicas); são caracterizados pela transformação da matéria e irreversibilidade. Uma vez ocorrida a reação, tem-se um sistema distinto do inicial, o qual não poderá ser “recuperado” por nenhum processo físico. Logo, não é possível recuperar-se or reagentes envolvidos no processo.

1. Reação entre nitrato de chumbo e iodeto de potássio

  • Colocar 1mL de solução de nitrato de chumbo em um tubo de ensaio.
  • Adicionar a este 1mL de solução de iodeto de potássio. Agitar o sistema e observar.
  • Separar o precipitado.

2. Reação entre ácido clorídrico e nitrato de prata

  • Em um tubo de ensaio colocar 1mL de ácido clorídrico diluído.
  • Acrescentar ao mesmo 1mL de nitrato de prata. Observar as transformações.
  • Expor o precipitado à luz e observar eventuais transformações.
  • Separar o precipitado.

3. Reação entre cloreto de amônio e hidróxido de sódio

  • Em um tubo de ensaio colocar 1mL de cloreto de amônio.
  • Acrescentar ao mesmo 1mL de hidróxido de sódio em solução.
  • Observar as transformações (desprendimento de amônia).

Referências:
RUSSELL, John B.; Química Geral vol.1, São Paulo: Pearson Education do Brasil, Makron Books, 1994.

Arquivado em: Física, Química