Pesquisa dos Elementos Químicos Organógenos: Nitrogênio

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Ouça este artigo:

São considerados elementos químicos organógenos aqueles que constituem cerca de 99,7% dos compostos de natureza orgânica, os quais dessa forma são encontrados em sistemas vivos, ou seja, sistemas que possuem capacidade de reprodução, hereditariedade e mutação; segundo a biologia moderna, as três características fundamentais dos seres vivos.

Esses elementos são o carbono (C), o hidrogênio (H), o oxigênio (O) e o nitrogênio (N).

Nitrogênio

● EXPERIÊNCIA A:

1. Prepara-se a seguinte solução chamada de cal sodada: mistura-se uma parte de hidróxido de sódio com duas partes de óxido de cálcio. Aquece-se por 10 minutos em recipiente metálico e esfria-se.

2. Em um tubo de ensaio, aquecer duas partes de uréia com vinte partes de cal sodada. Nota-se o desprendimento de amônia, que é reconhecida pelo odor característico ou através do papel de tornassol vermelho umedecido com água, que ficará azul.

● EXPERIÊNCIA B:

1. Coloca-se em um tubo de ensaio seco, absolutamente seco, uma mistura da substância de análise (uréia), anidro, e um pequeno fragmento de sódio (entes de utilizá-lo, peça explicações). Pela adição de sódio, a quente, a substância em análise é totalmente decomposta. Seu conteúdo de nitrogênio combina-se com o carbono da própria substância e com o sódio, formando cianeto de sódio:

Na  +  C  +  N  →  NaCN

2. Utilizando uma pinça de madeira, aquecer em chama muito fraca o tubo no bico de Bunsen, mantendo-o virado para uma parede, até a fusão do sódio.

3. Aumentar gradativamente o aquecimento.

4. Em um béquer de 50mL, adicionar 10 mL de álcool etílico.

5. Colocar o tubo de ensaio ainda quente no interior desse béquer. Observe que o tubo irá quebra-se e liberar os produtos contidos.

6. Agitar cuidadosamente para que o álcool elimine o excesso de sódio.

7. Após não restar nada de sódio em sua forma elementar, adicionar 2mL de água.

8. Filtrar a solução obtida, recolhendo o filtrado em um tubo de ensaio.

9. Adicionar uma gota de solução de sulfato ferroso (não pode haver excesso dessa substância) recentemente preparada. Aquecer até ebulição e então deixar esfriar.

Quando se adiciona sulfato de ferro II, este reage com o cianeto de sódio, formando cianeto ferroso, que, por sua vez, reage com o excesso de cianeto de sódio, formando ferrocianeto de sódio:

 

2NaCN  +  FeSO4  →  Na2SO4  +  Na2SO4  +  Fe(CN)2

4NaCN  +  Fe(CN)2  →  Na4[Fe(CN)6]

 

10. Adicionar gotas de ácido clorídrico diluído, o que irá impedir a formação de precipitados indesejados.

11. Adicionar algumas gotas de cloreto férrico, o que formará ferrocianeto de ferro III. Observar a formação da coloração azul intensa:

3Na4[Fe(CN)6]  +  4FeCl3  →  Fe4[Fe(CN)6]3  +  12NaCl

Leia também:

Referências:
SARDELLA, Antônio; MATEUS, Edegar; Curso de Química: química geral, Ed. Ática, São Paulo/SP – 1995.
MAHAN, Bruce M.; MYERS, Rollie J.; Química: um curso universitário, Ed. Edgard Blucher LTDA, São Paulo/SP – 2002.
PERUZZO, Francisco Miragaia (Tito); CANTO, Eduardo Leite; Química na Abordagem do Cotidiano, Ed. Moderna, vol.1, São Paulo/SP- 1998.

Arquivado em: Química