Monotremados

Monotremados são um grupo de animais da ordem Monotremata que pertence a subclasse Prototheria da classe dos mamíferos (Mammalia). Os curiosos animais ornitorrincos e equidnas pertencem a esse grupo e são encontrados na região da Oceania, Austrália, Nova Guiné e Tasmânia.

Características

Os monotremados têm um focinho alongado, bico de textura similar a couro, sem dentes quando adultos e possuem cloaca (abertura única que elimina os dejetos, os excretas e usada para reprodução), fato que dá nome ao grupo, mono = único e trema = abertura. Eles são os únicos mamíferos ovíparos, ou seja, botam ovos. Mesmo assim são classificados como mamíferos por possuírem glândulas mamárias e pelos.

Sistema reprodutor

Os embriões desse grupo se desenvolvem no útero das fêmeas por alguns dias. Eles são alimentados pelos nutrientes de um saco vitelínico. Após quase 15 dias uma casca é produzida em volta do embrião formando um ovo. As fêmeas põem os ovos e as equidnas os carregam em uma bolsa para mantê-los aquecidos e os ornitorrincos os chocam em um ninho. Os animais não têm mamilos, mas têm glândulas mamárias para a produção do leite. O leite sai por poros e escorrem nos pelos da região abdominal das fêmeas. Nos machos, os testículos (órgão produtor de espermatozoides) ficam na região abdominal e o pênis (órgão utilizado para introduzir os espermatozoides nas fêmeas) ficam na cloaca.

Sistemática

Essa subclasse é dividida em duas famílias: Ornithorhynchidae e Tachyglossidae. A primeira compreende os ornitorrincos e a segunda as equidnas.

Ornithorhynchidae

Há apenas uma espécie de ornitorrinco, Ornithorhynchus anatinus. Os ornitorrincos são animais com o bico em formato igual a bicos de patos, que têm poros sensoriais espalhados, patas adaptadas para natação, também semelhantes à de patos, cauda achatada, similar à de castores (usadas por fêmeas para construção dos ninhos), corpo coberto por pelos e os machos têm um espinho venenoso nas patas posteriores usado para defesa e captura de presas. Esses animais se alimentam de animais aquáticos como camarão.

Tachyglossidae

As equidnas são os animais que pertencem a ordem Tachyglossidae com hábitos noturnos, durante o dia elas ficam escondidas em tocas. Esses animais têm o bico mais estreito do que o bico dos ornitorrincos e a língua é longa e com aspecto pegajoso. Isso, provavelmente acontece, pois equidnas se alimentam de formigas, cupins e vermes. O bico das equidnas também tem poros sensíveis a sinais eletromagnéticos. Os pelos são mais grossos e duros e tomam a forma espinhos usados para defesa. Existem somente quatro espécies de equidnas: Tachyglossus aculeatus, Zaglossus attenboroughi, Zaglossus bartoni e Zaglossus bruinji.

Referências:
Zoologia geral e comparada II, 1998 – Páginas 70 e 71
Hickman, Princípios integrados de zoologia 14 edição, 2008 – Páginas 627 a 631
Pough, A vida dos vertebrados 4 edição, 2008 – Páginas 530 a 542

Arquivado em: Mamíferos