Dióxido de Enxofre

Por Mayara Cardoso
O dióxido de enxofre, ou anidrido sulfuroso, é um gás incolor, de fórmula química SO2, denso, de odor forte, solúvel em água, tóxico, não inflamável, produzido por atividade vulcânica, por combustão do enxofre ou pirita, pela oxidação de compostos voláteis de enxofre resultantes da decomposição de matéria orgânica, ou por processos industriais.

Na indústria, o SO2 é utilizado para produzir ácido sulfúrico, e, antigamente, na produção de refrigeradores domésticos e comerciais. Pode ser usado como desinfetante, conservante de alimentos, antisséptico, descolorante (ou branqueador) e antibacteriano. A produção de bebidas alcóolicas, em especial do vinho, também faz uso do dióxido de enxofre, pois este tem o poder de inibir a ação de leveduras, direcionando os momentos exatos da esterilização.

A combustão de substâncias que contêm enxofre (combustíveis fósseis) por veículos e indústrias emite esse gás para a atmosfera. Devido à sua propriedade de solubilidade em água, reage com gotículas do ar, formando o ácido sulfuroso e precipita sob a forma de chuva ácida. Essa chuva é bastante nociva ao meio ambiente, e causa danos como a morte de espécies aquáticas devido à diminuição do pH da água e, nos solos e interfere na solubilidade de alguns compostos indispensáveis ao desenvolvimento vegetal. As plantas têm seu metabolismo alterado, o que por vezes decresce a taxa de crescimento e a fotossíntese. Monumentos e edificações são degradados pela corrosão da chuva ácida.

Pela seu alto índice de toxidez, o contato com pequenas quantidades do gás causa irritação das vias respiratórias, das mucosas dos olhos e da pele e pode, ainda, causar algumas queimaduras, e evoluir a problemas cardiovasculares. Os sintomas que geralmente aparecem quando há intoxicação por esse gás são vômito, dificuldade de respirar, dispneia, cianose, tosse, dores abdominais e náuseas. Nesses casos recomenda-se aplicar medidas de primeiros socorros cabíveis e procurar orientação médica imediatamente.

O dióxido de enxofre está na lista dos gases que muito contribuem para o efeito estufa. Países industrializados emitem grandes quantidades desse gás na atmosfera principalmente a partir de centrais termoelétricas à base de petróleo ou carvão e fábricas de ácido sulfúrico, muitas vezes ultrapassando o limite máximo permitido que é de 80 mg/m³ por ano.

Leia mais:

Referências:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Dióxido_de_enxofre
http://pt.scribd.com/doc/4807425/Conhecimentos-Gerais-e-Atualidades-Efeito-Estufa-I
http://www.cq.ufam.edu.br/moleculas/dioxido_enxofre/dioxido_enxofre.html
http://www.cienciaviva.pt/divulgacao/eventos/diasemcarros/enxofre.asp