Doenças que mais matam no mundo

Por Débora Carvalho Meldau
As principais causas de morte no mundo são as doenças cardiovasculares. Contudo, na maior parte dos países de baixa renda, as doenças de caráter respiratório ficam em primeiro lugar, de acordo com dados publicados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

No mundo, as infecções respiratórias ocupam o segundo posto de causas de óbitos, vindo seguidas de doenças infecciosas e parasitárias e diferentes tipos de cânceres, de acordo com dados publicados no ano de 2004 pela OMS.

Doenças Cardiovasculares

De acordo com cardiologistas, a explicação do elevado número de mortes por doenças cardiovasculares seria que, atualmente, a medicina possuiu um maior domínio sobre as doenças infecto-contagiosas, tanto de prevenção, quanto de tratamento. Deste modo, as pessoas vivem mais e os indivíduos mais velhos apresentam maior chance de ter problemas cardiovasculares. Outros pontos importantes que beneficiam o surgimento de problemas cardiovasculares são: obesidade, sedentarismo, elevado consumo de tabaco e alto nível de estresse presente na sociedade moderna.

Sabe-se que cerca de 80% das mortes prematuras por essa etiologia podem ser evitadas por meio de adoção de uma dieta balanceada e exercícios, bem como evitar o fumo.

Doenças Respiratórias

Com relação às doenças infecciosas, as que mais levam ao óbito são as de caráter respiratório, especialmente a pneumonia. Um dos problemas reside na capacitação profissional.

Em países de baixa renda, a tuberculose também é responsável por elevada mortalidade, principalmente porque nesses locais o número de pessoas desnutridas, o que prejudica o desenvolvimento do sistema imunológico e a aglomeração de pessoas em moradias pequenas torna mais fácil a disseminação dessa doença.

Câncer

Apesar de os tipos de cânceres mais comuns serem os de mama e de próstata, os que mais levam ao óbito são os de pulmão e de estômago.

Isso é resultante da inexistência de tratamentos eficazes para esses tipos de neoplasias, bem como a dificuldade de detecção dos mesmos, o que dificulta o diagnóstico precoce.

No continente asiático e na América Latina há uma grande incidência de câncer de estômago em consequência da bactéria Helicobater pilori e os hábitos alimentares dessas populações.

Em terceiro lugar, o tipo de câncer que mais mata é o colorretal, que pode ser detectado por meio do exame de colonoscopia.

Fontes:
http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDG73894-5990,00-A+DOENCA+QUE+MAIS+MATA.html
http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI3286546-EI298,00-OMS+doencas+cardiovasculares+sao+as+que+mais+matam.html
http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u461231.shtml

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.