Predação

Por Fabiana Santos Gonçalves
A predação é um tipo de interação muito fundamental na natureza, onde os predadores capturam presas para sua alimentação. Podemos imaginar que essa relação é benéfica apenas para o predador, mas sob o ponto de vista ecológico isso é importante para regular a densidade populacional tanto de presas quanto de predadores.

Os predadores removem os indivíduos da população, consumindo-os.
A facilidade de captura da presa depende muito da relação de tamanho entre a presa e o predador. Quanto maior a presa, maior será a dificuldade de sua captura. Algumas espécies de animais caçam em bandos.
Podemos citar como exemplo de predação uma aranha comendo uma mosca. Uma coruja comendo um rato.

Os predadores são um tipo de consumidor na cadeia trófica, juntamente com os herbívoros, parasitas e parasitóides.

A importância da predação no controle do tamanho de uma população é muito grande. Se proibirmos a caça de algumas espécies de veado e extinguirmos seus predadores, em algum tempo teremos uma superpopulação de veados. Para algumas pessoas isso pode parecer beneficio. Porém isso não é bom, pois chegará a um ponto onde não haverá comida suficiente para sustentar toda a população, situação chamada de capacidade suporte. Com isso, os animais começam a morrer de fome, diminuindo a população de veados. O solo e as pastagens também sofrem com isso. Como havia muitos veados, o solo ficou pisoteado e a capacidade de reprodução das plantas foi afetada. A população de capim foi afetada porque os veados comeram até suas raízes, afetando sua regeneração e reprodução.

A predação pode ser utilizada pelo homem para a erradicação de pragas, porém esta técnica pode sair fora do controle de acordo com a capacidade de reprodução do predador.