Química Verde

Por Susana Lorena
Hoje em dia, a preservação do meio ambiente é um assunto presente em diversas pautas de discussão nos governos. Cada vez mais vemos ações de grupos como o Greenpeace, apenas para citar um dos mais conhecidos, contra a poluição e exigindo soluções para os males que já presenciamos as consequências.

A química sempre foi vista como uma grande ameaçadora do meio ambiente, por causa da poluição das águas e do próprio ar, tenta cada vez mais deixar de ser um problema e se tornar uma solução. Primeiramente, todos precisam entender que a Química está em tudo, em toda a parte e até em nós mesmos. As pessoas costumam associar coisas químicas a coisas ruins sem levar isso em consideração.

A química verde é uma linha de pensamento que tem se difundido cada vez mais a fim de tornar a química aliada ao meio ambiente. Ela se baseia em 12 passos que visam à melhora dos processos químicos realizados por indústrias. Os 12 passos são:

  1. Prevenção: Evitar ao máximo pelo estudo das rotas de produção, a formação de subprodutos nocivos;
  2. Eficiência: Transformar a maior parte dos reagentes utilizados em produto final.
  3. Síntese segura: Estudar sínteses que não formem subprodutos nocivos e que toda sua condução seja segura.
  4. Produtos seguros: O produto final também não deve ser nocivo ao meio ambiente
  5. Solventes seguros: Dar preferência a solventes cujo descarte possa ser feito sem impacto ambiental.
  6. Integração de energia: Durante o processo, muita energia é gerada na forma de calor, essa energia pode ser usada dentro do próprio processo para reduzir o gasto de energia da indústria.
  7. Fontes renováveis: As matérias primas devem ser provenientes de fontes renováveis de preferência.
  8. Derivados: Evitar a formação de derivados sintéticos.
  9. Catálise: Dar preferência ao uso de catalisadores para acelerar à reação ao invés de gastar mais material para “empurrar” a reação para os produtos
  10. Biodegradável: Já foi falado do produto seguro ao meio ambiente, nesse caso é o produto que pode ser reciclado pela própria natureza.
  11. Análise da poluição: Os efluentes saídos da indústria bem como o material que circula dentro da indústria deve ser continuamente analisado para detectar prontamente qualquer tipo de contaminação.
  12. Química segura contra acidentes: Todos os passos da implementação da indústria devem ser tomados a fim de evitar acidentes de grandes proporções que provocarão contaminação e, dependendo da magnitude, até mesmo perdas humanas.

Nem todas as indústrias seguem todos esses passos, mas tudo caminha para que no futuro, todas trabalhem dessa maneira. A criação de códigos e regulamentações garantem o cumprimento dessas normas.

Leia também:

Bibliografia:
http://www.ufpel.tche.br/iqg/wwverde/