Monte Roraima

No ano de 1595, durante a colonização britânica e espanhola, foi descoberta a incrível Montanha de Cristal, mais comumente chamado de Monte Roraima. Porém só foi escalado pela primeira vez no ano de 1884, pelo aventureiro Everard Ferdinand Im Thurm. O Monte Roraima já foi fonte de inspiração para escritores como Arthur Conan, que descreveu com maestria em seu livro O Mundo Perdido (1912), as riquezas naturais e belezas da região.

Destino certo dos aventureiros que apreciam a natureza a cerca de Mil metros de altura. O Monte Roraima está localizado na tríplice fronteira da Guiana, Venezuela e Brasil. É dividido da seguinte maneira: 5% de sua área pertence ao Brasil, 10% a Guiana e 85% Venezuela. Porém a administração é parte do estado de Roraima, especificamente na cidade de Uiramutã.

É formado por falésias (formações rochosas caracterizadas por ter seu limite no encontro com o mar). Possui um formato de platô e é cercada pelas vegetações da Savana e Floresta Tropical. No formato de arco, possui uma parte estreita no centro com um enorme circo natural (depressão topográfica, geralmente com formação de lagos) do lado Noroeste. Sua formação principal se deu pelo elevado índice pluviométrico da região, e que culminou a formação das cavernas e pseudocarstes. A fauna e flora se adaptaram as condições geológicas e de clima da região, por isso a enorme presença de plantas carnívoras que capturam insetos para suprir sua necessidade de nutrientes.

O nome Monte Roraima pode ser traduzido para o espanhol como Tepuy Roraima ou Cerro Roraima. O Monte Roraima faz parte do terittório brasileiro no chamado Parque Nacional do Monte Roraima e também venezuelano, no Parque Nacional Canaima. O ponto mais alto está localizado no extremo Sul, e marca 2.800 metros de altura, seguido por 2.772 metros, localizado no lado norte.

Por estar localizado próximo a Linha do Equador, o clima predominante no Monte Roraima é o tropical, com temperaturas médias o ano todo, entre 20 e 22ºC. Nos meses de Dezembro a Março acontece o período de Seca. No topo da montanha a temperatura é menor, na faixa de 10ºC (dia) e 2ºC à noite. Pela altitude e índice pluviométrico (entre 2.000 a 4.000 milímetros), a unidade do ar permanece entre 70% e 85%.

A partir da década de 80 começou a se popularizar entre os praticantes de trekking, tanto pela geografia, quanto pela facilidade no acesso e as práticas de escalada. Para chegar ao topo da montanha, existe um caminho pelo lado Sul, cuja passagem fica na beira de um dos muitos despenhadeiros.

Fontes:
http://ebookwf.com/wp-content/uploads/2011/07/GEOGRAFIA.pdf
http://pt.wikipedia.org/wiki/Monte_Roraima

Arquivado em: Geologia, Roraima