Pântano

Mestre em Ecologia (UERJ, 2016)
Graduada em Ciências Biológicas (UFF, 2013)

O Pântano é um tipo de ecossistema constituído de planícies parcial ou totalmente inundadas, cobertas com uma vegetação bastante densa e um solo com grandes quantidades de vegetação em decomposição. Forma-se geralmente em zonas em que não existe uma rede hidrográfica capaz de dar vazão à totalidade das águas acumuladas pelas chuvas. Os pântanos geralmente são formados por águas paradas e pouco profundas e constituem um dos tipos de ecossistemas das chamadas zonas úmidas (que constituem a fronteira entre os ecossistemas terrestres e os ecossistemas aquáticos). O ecossistema de pântano é também frequente na foz de grandes rios, sobretudo nos deltas, devido à sedimentação de aluviões e limos em terras ao nível do mar.

Por ser uma área alagada com poucos metros de profundidade (pode chegar a seis metros), a radiação solar pode penetrar até o fundo destas planícies possibilitando um maior aquecimento da água, fazendo com que a mesma tenha uma temperatura mais confortável para o desenvolvimento dos seres vivos neste ecossistema.

O bioma Pantanal no estado do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, no Brasil, tem este nome por ser uma planície sazonalmente inundada pelo rio Paraguai, mas não constitui verdadeiramente um pântano.

Ciprestes em pântano da Louisiana, EUA. Foto: Dane Jorgensen / Shutterstock.com

A fauna é composta por diferentes tipos de peixes, patos selvagens, cisnes, salamandras, cobras d'água, jacarés, rãs, gaivotas, raposas, entre outras espécies. A vegetação varia de acordo com o grau de salinidade da água que inunda o pântano, que pode ter baixo ou alto teor de sal. Nos pântanos com baixo teor de sal na água (considerados pântanos de água doce), são comuns ciprestes, eucaliptos, salgueiros, bordos e palmeiras. Por outro lado, os pântanos de água salgada têm pouca vegetação, porque a maioria das plantas não consegue se desenvolver em água salgada. Entretanto, a vegetação chamada de mangue é bem adaptada a este nesse tipo de ambiente.

Os pântanos ocorrem em diferentes lugares no mundo como o pântano Candaba (Filipinas), pântano Okavango (Botswana), pântano Bangweulu (Zâmbia), pântano Okefenokee (Estados Unidos), entre outros. Entre os serviços de ecossistema dos pântanos está à proteção contra tempestades, à regulação de enchentes e a facilitação da irrigação para a agricultura, além do habitat para uma enorme diversidade de aves, peixes e vida aquática. Estima-se que no mundo grande parte desse tipo de ecossistema de áreas úmidas tenha sido perdida no século 20, devido a fatores como produção agrícola intensiva, urbanização, desenvolvimento industrial, pressão imobiliária em áreas costeiras e poluição. Embora os pântanos correspondam a apenas 3% da superfície da Terra, eles têm papel importante no ajuste da temperatura do planeta, pois capturam mais gás carbônico do que todas as florestas do mundo juntas. E por estes e outros fatores que a preservação do ecossistema de pântano é muito importante para a população em termos econômicos e de saúde e para a melhoria da qualidade do meio ambiente.

Referências Bibliográficas:

ALVES, Fernando L. & ASCENSÃO, Elisabete. 2007. Zonas Húmidas: Ecossistemas de grande valor ambiental. SETA - Soc.Port. para o Desenvolvimento Educação e Turismo Ambientais.

WE ROCK TOUR. Lugares incríveis: os 8 mais belos pântanos do mundo. http://www.werocktour.com/curiosidades/os-8-mais-belos-pantanos-do-mundo/

PÂNTANO. <http://biomania.com.br/artigo/pantano>

Arquivado em: Biomas, Hidrografia