Ecossistemas aquáticos

Um ecossistema se caracteriza por representar determinado ambiente, onde organismos irão interagir entre si, sendo eles dependentes uns dos outros, assim mantem-se o equilíbrio e a continuidade da vida. Os dois principais ecossistemas aquáticos são o marinho e o de água doce. Os ecossistemas aquáticos representam a interação entre organismos com os corpos d’água. Sendo o maior dos ecossistemas existentes, compondo pouco mais de 70% da superfície da terra, onde apenas 1% é potável. Os corpos d’água irão apresentar dois padrões, onde haverá ou não movimentação e fluxo das águas.

Qualidade das águas

O aspecto da água não está ligado apenas ao fato do ambiente ser limpo ou sujo, existem vidas ali presentes que podem alterar a fisionomia, as cores, os nutrientes, as taxas de oxigênio da água, etc. Bactérias e plantas aquáticas fotossintéticas são as principais responsáveis por essas mudanças. Essas plantas aquáticas são classificadas como produtoras primárias e podem se proliferar formando extensas florestas aquáticas.

Vida no mar

Dentro dos ecossistemas aquáticos encontramos enorme variedade de vida, seres completamente distintos e com características complexas e seres com estruturas muito simples, como os tubarões e algas, respectivamente. Dentre os mais importantes seres, destacamos os plânctons, fitoplânctons, zooplânctons e bentos, sendo os três primeiros produtores de grande parte do oxigênio do planeta. Já os bentos são os organismos que vivem no fundo do mar (camarões, por exemplo).

Quais são os ecossistemas aquáticos?

Os ecossistemas aquáticos estão divididos em pântanos, lagos, lagoas, mangues, estuários, rios, córregos, mares, geleiras, lençóis freáticos, restingas, entre outros. Cada um com suas particularidades. Destaque para alguns.

  • Lagos – Localizados em bacias, possuem água doce, geralmente são abastecidos por rios ou riachos. Podem ser divididos em Oligotróficos (baixa produtividade e com peixes de água fria) e eutróficos (produtivos e com peixes próximos à superfície).
  • Rios – Na maior parte do tempo possuem apenas água doce, os rios se mantém em constante movimento e seguem um caminho para abastecerem os mares e oceanos, e também possuem grande variedade de vida.
  • Oceanos – São corpos de águas salgadas, estão presentes em todo o planeta. Abrigam mais de 2 milhões de espécies marinhas, sendo apenas 230 mil conhecidas. Os oceanos são as áreas que mais ocupam espaço no planeta.

Importância dos ecossistemas saudáveis

O equilíbrio dos ecossistemas aquáticos é de extrema importância para a vida, afinal estamos lidando com um bem natural e vital, a água. Assim como é essencial para a vida do homem, a água é essencial para todo organismo vivo do planeta, animais e vegetais.

Porém a situação atual dos ecossistemas aquáticos é alarmante. Um dos principais problemas atuais é a caça desenfreada. Estudos indicam que a captura de alguns peixes já é maior que a capacidade de reprodução dessas espécies, causando um desequilíbrio ecológico, resultando a longo prazo em extinção das espécies envolvidas. Além da caça, há ainda outras preocupações, como a poluição. Além de impropriar as águas, prejudica a vida dos animais, que acabam afetados pela quantidade de lixo. Os que não se adaptam morrem e os que se adaptam vivem em condições inadequadas.

Além de consumir, o homem usa água para produzir energia, usa para agricultura, usa para o lazer, etc.

Restauração de ambientes aquáticos

É possível que ambientes afetados sejam restaurados, mas seriam processos longos, e não dependeriam apenas da vontade do homem. Os processos que a natureza faz são essenciais para o início da vida, a interação equilibrada entre os organismos também, isso tudo levaria muito tempo. Os problemas podem ser grandes e pequenos, por exemplo, se algumas áreas fossem afetadas como córregos poluídos ou nascentes interrompidas, surgiriam distúrbios para a vida dos seres envolvidos, contornáveis e adaptáveis. Já a construção de barragens é outro exemplo, mas um problema de escala maior. Se forem mal planejadas, as barragens poderiam ocasionar até na extinção de várias espécies, já que interrompem completamente o ciclo que a água faz.

Desequilíbrios ambientais acontecem, a história do planeta comprova isso, mas nos últimos anos as principais catástrofes ambientais foram causadas pela ação dos homens.

Referências bibliográficas:

https://www.ec.gc.ca/eau-water/default.asp?lang=En&n=6ca710a4-1

http://study.com/academy/lesson/aquatic-ecosystems-characteristics-definition.html

http://www.encyclopedia.com/doc/1G2-3408000025.html

http://visao.sapo.pt/ambiente/biodiversidade/2016-07-31-Mar-sob-pressao-excesso-de-pesca-escassez-de-peixe

 

Arquivado em: Ecologia