Recursos minerais do Brasil

Licenciada em Geografia (UFG, 2003)

O Brasil é um país privilegiado quando o assunto é disponibilidade de recursos minerais. A grande extensão territorial, a localização geográfica e sua formação geológica criaram condições para que o país apresente uma ampla oferta de diversos tipos de minérios e minerais.

Mineral x Minério

Mineral é uma substância homogênea, de composição inorgânica e quimicamente definida e que surge naturalmente na crosta terrestre.

Os minérios, nada mais são que os minerais de grande valor comercial. Entre eles estão: a hematita, magnetita e pirita (minérios de ferro), a bauxita (minério de alumínio) e a cassiterita (minério de estanho).

Principais recursos minerais do Brasil

A mineração ocupa importante posição na economia brasileira, especialmente no que se refere às exportações. O Brasil possui consideráveis reservas de minério e ocupa papel de destaque nas exportações de nióbio, minério de ferro, manganês e bauxita.

Vejamos a seguir os principais recursos minerais do Brasil:

Em relação às reservas mundiais o Brasil é detém as maiores reservas de nióbio (que responde por mais de 90% das reservas mundiais), o país também tem mais da metade das reservas mundiais de barita e grafita natural. Os minérios de níquel, estanho e ferro também têm participação significativa em relação às reservas mundiais.

Petróleo

É verdade que o Brasil destaca-se no cenário mundial no que diz respeito à reservas e exploração de combustíveis fósseis como o petróleo. No entanto, o petróleo, assim como o gás natural, o carvão mineral e o xisto betuminoso são recursos de origem orgânica, com estrutura química e processo de formação muito distintos dos minerais aqui descritos.

Neste artigo vamos nos ater aos recursos minerais do Brasil de origem inorgânica:

Destaques da produção mineral no Brasil

Em relação ao mercado mundial, os minerais abaixo, percentualmente, são os mais representativos:

  • Nióbio (maior produtor mundial)
  • Minérios de ferro
  • Minérios de alumínio
  • Amianto (crisotila)
  • Bentonita
  • Vermicuta
  • Grafita natural
  • Talco

Nem tão rico assim

Seja por não possuir grandes jazidas ou por não ter exploração ou ter produção insuficiente para atender a demanda do mercado interno, o Brasil possui carência – ou dependência externa dos seguintes minerais: carvão metalúrgico, fosfato, potássio, enxofre, chumbo, fluorita, tungstênio e prata.

Estados Brasileiros maiores produtores de minérios (em toneladas):

  • 1° - Minas Gerais
  • 2° - Pará
  • 3° - Goiás
  • 4° - São Paulo
  • 5° - Bahia
  • 6° - Mato Grosso
  • 7° - Sergipe

Embora o Brasil possua uma expressiva variedade e quantidade de recursos minerais, o aproveitamento destes sofre prejuízo – em determinadas regiões - em função da escassez de tecnologia para a exploração comercial destes recursos. Nesses locais ainda é significativa a exploração rudimentar dos garimpos irregulares.

O parco desenvolvimento tecnológico voltado à indústria da mineração, tanto para a exploração, quanto para a utilização – faz com que estes recursos sejam vendidos para o mercado internacional a baixos preços. É comum também a presença de empresas estrangeiras atuando no campo da mineração no Brasil. A Vale (antiga empresa estatal privatizada em 1997) é uma gigante da mineração que atua em várias vertentes da atividade mineradora e industrial.

Fontes:

DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral - http://www.dnpm.gov.br/acervo/publicacoes

Museu de Minerais e Rochas “Heinz Ebert” UNESP - http://www.rc.unesp.br/museudpm/banco/grm.html

Fronteiras da Globalização – O espaço brasileiro: natureza e trabalho - 3 – Lúcia Marina e Tércio. São Paulo: Ática, 2014.

Arquivado em: Geografia, Geologia