Estreito de Gibraltar

Por Marina Martinez
Estreito de Gibraltar é um canal de água que liga o Oceano Atlântico ao Mar Mediterrâneo. Situa-se entre o sul da Espanha e o norte de Marrocos, separando o continente europeu do africano.

São 14,24 km, o equivalente a 7,7 milhas, que separam os dois continentes e a profundidade na zona do estreito varia entre 300 a 1000 metros. Devido à sua localização, o estreito é muito utilizado para a imigração ilegal dos africanos para a Europa.

O estreito era conhecido na antiguidade como "Os Pilares de Hércules". Segundo a mitologia grega, Hércules para concluir um de seus trabalhos, necessitava transpor um estreito marítimo. Logo, resolveu abrir um caminho com seus ombros, conectando o Mar Mediterrâneo ao Oceano Atlântico. Dividiu-se então dois grandes rochedos, um denominado Gibraltar (monte Calpe) e o outro monte Hacho (Abília). Mais tarde estes montes foram chamados de "Colunas de Hércules" ou "Pilares de Hércules"

Atualmente é conhecido como estreito de Gibraltar, nome em homenagem ao general Tariq ibn Ziyad (Tárique). O general atravessou o estreito, conduzindo a primeira incursão mulçumana até a Penísula Ibérica.

Geologicamente, o estreito de Gibraltar é o resultado da divisão de duas placas tectônicas: a Placa Euro-asiática e a Placa Africana. A primeira é uma das principais placas tectôncias do planeta e a segunda é a principal do continente africano.

O estreito representa uma importante rota de navegação do Mediterrâneo para o Atlântico. O tráfego anual é de mais de 85 mil navios que atravessam o estreito. Existem varias balsas que operam entre Espanha e Marrocos, Espanha e Ceuta, e Gibraltar para Tânger, através do estreito. Os navios que fazem a travessia levam ônibus, caminhões e automóveis, além de vários passageiros e turistas, em uma viagem de pouca duração. Desde cargueiros a petroleiros, este tráfego representa um real perigo de contaminação por derrames de petróleo e combustíveis diversos, atraindo as atenções de vários ecologistas do mundo todo.

Entre os estreitos do mundo, o Estreito de Gibraltar serve para ligar diretamente dois grandes corpos aquosos, onde as correntes são fortes e variam ao longo do dia, o que contribui para constantes acidentes de navegação, por ser uma das vias marítimas mais frequentadas do mundo.

É de interesse da Espanha e Marrocos construir um túnel, como o do Canal da Mancha, ou uma ponte, para conectar estes dois países. Em 2003 ambos os países concordaram em construir um túnel ferroviário submarino para ligar seus sistemas ferroviários através do estreito. Além disso, existem estudos sendo feitos no estreito sobre a possibilidade de erguer uma usina que produza energia a partir das marés.

Referências Bibliográficas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Estreito_de_Gibraltar
http://pt.wikipedia.org/wiki/Colunas_de_Hércules
http://pt.wikipedia.org/wiki/Gibraltar