Golfo Pérsico

É denominado Golfo Pérsico (em persa: khalīj-e fārs; em árabe: 'al-khalīj 'al-¢arabiyy) a extensão do mar Arábico que irriga o coração da área conhecida como Oriente Médio. Na região do Golfo Pérsico estão localizados os litorais de Irã, Iraque, Kuwait, Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos e Omã, ocupando uma área de 240.000 km² (equivalente ao estado de São Paulo). Ele se conecta com o Golfo de Omã, (que por sua vez se liga ao Mar Arábico) através do Estreito de Ormuz, e possui uma profundidade média de 50 metros, sendo a profundidade máxima de 90 metros. Sua extensão é de cerca de 990 km (615 milhas) de comprimento e a largura máxima é de 370 km. Para o sul, a linha de costa é plana, enquanto a costa do lado iraniano é montanhosa. Nos países ocidentais em geral, o nome do local é Golfo Pérsico, mas nos países árabes, ele é conhecido como Golfo Árabe.

Golfo Pérsico. Mapa: US Gov. / via Wikimedia Commons

Golfo Pérsico. Mapa: US Gov. / via Wikimedia Commons

O Golfo Pérsico é, certamente, um dos cursos d'água mais vitais do planeta, e assume uma importância maior ainda se considerarmos que o gás e o petróleo dos países do Oriente Médio trafegam através dele, fornecendo uma parte considerável da demanda de energia do mundo. O nível de sal presente é de 40%, resultado das altas temperaturas, que provocam evaporação constante da água. A área do Golfo Pérsico diminuiu lentamente durante os últimos seis mil anos, considerando-se que boa parte do território tanto de Kuwait como do Iraque um dia fizeram parte da área banhada pelo golfo. Este processo continua ainda com o aumento da porção do Shatt al-Arab (ou "costa dos árabes", localizado na confluência dos rios Tigre e Eufrates) amplia a área do Delta e reduz a área do golfo.

Durante séculos o Golfo Pérsico é palco de incidentes e controvérsias envolvendo os países próximos. As questões vão desde o derrame de óleo pelos navios petroleiros, que se "acotovelam" diante do tráfego cada vez mais intenso na área, situação que se agravou no início da década de 80, indo até os conflitos armados. Merecem destaque a guerra entre Irã e Iraque, de 1980 a 1988, a primeira Guerra do Golfo, entre 1990 e 1991, e a Segunda Guerra do Golfo, de 2003 a 2011. Na primeira Guerra do Golfo, testemunhamos graves danos ambientais quando as tropas iraquianas, responsáveis pela invasão ao Kuwait, ao se retirarem, incendiaram centenas de campos de petróleo do país. Além desses conflitos, o governo radical do Irã, comandado pelos aiatolás, vez por outra ameaça bloquear o estreito de Ormuz, dificultando o tráfego de petróleo e gás, devido a alguma reivindicação política.

Bibliografia:
Persian Gulf (em inglês). Disponível em: <http://looklex.com/e.o/pers_glf.htm>. Acesso em: 12 out. 2012.
Persian Gulf (em inglês). Disponível em: <http://www.worldatlas.com/aatlas/infopage/persiangulf.htm >. Acesso em: 12 out. 2012.

Arquivado em: Hidrografia