Érico Veríssimo

Por Cristiana Gomes
Érico Veríssimo nasceu e morreu no Rio Grande do Sul.

É considerado um dos escritores mais populares da Literatura Brasileira.

Começou a trabalhar muito jovem (por causa de uma crise econômica enfrentada por sua família), e isso o impediu de cursar a universidade.

Sua estréia na literatura ocorreu em 1932 com a coletânea de contos Fantoches.
Mas foi com a obra Clarissa (1933) que começou a se tornar popular.

Sua obra pode ser dividida em três fases:

1ª fase

Inicia-se com a publicação de Clarissa. Depois vieram: Caminhos Cruzados, Música ao longe, Um lugar ao sol, Saga, Olhai os lírios do campo, O resto é silêncio.

Características da primeira fase:

- Registro do cotidiano da vida urbana de Porto Alegre
- Apresentação de problemas morais, sociais e humanos

Suas obras foram traduzidas para diversos idiomas.

2ª fase

Inicia-se com a obra-prima O Tempo e o Vento, obra que fala da formação do Rio Grande do Sul desde as suas origens (no século XVIII) até 1946.

A obra é composta de três partes:

- O continente (1949)
- O retrato (1951)
- O arquipélago (1961)

3ª fase

Obras

- O prisioneiro
- O senhor embaixador
- Incidente em Antares

Características da terceira fase

Temas políticos e de engajamento social.

Além dessas obras, Érico Veríssimo também dedicou-se à ficção didática:

Viagem à aurora do mundo
Aventuras no mundo da higiene

Literatura infantil: Os três porquinhos pobres
Livro de memórias: Solo de clarineta

Érico Veríssimo é pai de Luís Fernando Veríssimo, também renomado escritor.