Escritores do Existencialismo

O movimento existencialista foi desenvolvido por uma linhagem filosófica dos séculos XIX e XX. Embora acalentem orientações teóricas bem distintas, compartilham a convicção de que a filosofia parte do ser humano, não somente de seus pensamentos, mas, sobretudo, de seus atos, emoções e da experiência de cada pessoa. O ser empreende sua jornada a partir do que se considera ação existencial, sentimento de inquietação e caos diante de um universo a princípio destituído de significado e surreal.

Na esfera literária brasileira a incerteza das obras existencialistas está marcadamente presente. É uma tendência intensa, tecida por luz e sombra, por um imaginário exaltado e pelos anseios. Os personagens são flagrados em contextos extremos, durante os quais podem praticar atitudes terríveis ou transcendentais. Tendo o poder de gerar símbolos, o ser humano tem condições igualmente de se especificar. Na livre criação o Homem é libertado de sua pulsão de morte.

Autores e obras do Existencialismo

  • Murilo Rubião: O ex-mágico; A estrela vermelha; Os dragões e outros contos; O pirotécnico Zacarias; O convidado; A casa do girassol vermelho;  O homem do boné cinzento e outras histórias; Contos reunidos. 
  • Albert Camus: O Estrangeiro; Os justos; O malentendido; A Peste; Estado de sítio; O Artista na prisão; O Homem Revoltado; O exílio e o reino; O primeiro homem.
  • José J. Veiga: Os Cavalinhos de Platiplanto; A Máquina Extraviada; O Professor Burim e as Quatro Calamidades; Os melhores contos de J. J. Veiga.
  • Campos de Carvalho: Banda Forra; Tribo; A Lua vem da Ásia; A Chuva Imóvel; Vaca de Nariz Sutil; O Púcaro Búlgaro.
  • Clarice Lispector: Perto do Coração Selvagem; A Maçã no Escuro; A Paixão segundo G. H.; Uma Aprendizagem ou Livro dos Prazeres; Água Viva; A Hora da Estrela; Laços de Família; A Legião Estrangeira.
  • Bernardo Élis: Ermos e Gerais: Contos Goianos; O Tronco; Caminhos dos gerais; Apenas um violão; Primeira chuva; A terra e as carabinas; André Louco.
  • Miguel Jorge: Antes do Túnel; Caixote; Veias e Vinhos; Morosinho; Nos Ombros do Cão; Pão Cozido Debaixo de Brasa; Marbasa; O Deus da Hora e da Noite.

Fontes:
http://acervo.revistabula.com/posts/colunistas/existencialismo-e-angustia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Existencialismo
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/3643331

Arquivado em: Literatura