Poesia

Doutorado em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (PUC-Rio, 2013)
Mestrado em Linguística, Letras e Artes (PUC-Rio, 2008)
Graduação em Jornalismo (PUC-Rio, 2001)

poesia (do latim poēsis), ou texto lírico (segundo a Poética Clássica) é uma das sete artes tradicionais, que retrata a realidade sob a ótica da imaginação do autor e também do leitor. Apesar da importância do sentido da mensagem poética, é a forma estética que define um texto como poético ou não.

A poesia é, via de regra, formada por atributos metafísicos e existenciais. Assim, a arte de poetizar nos permite exprimir nossos sentimentos mais recônditos por meio da utilização de recursos linguísticos e estéticos.

A poesia como forma de expressão artística pode ser considerado anterior à escrita. Seus primeiros registros foram encontrados em monólitos, pedras rúnicas e estelas das primeiras culturas letradas. Além disso, muitas obras da Antiguidade, desde os Vedas da tradição indiana (1700-1200 a.C.) até a Odisseia (800 - 675 a.C.) de Homero foram compostas em forma poética para ajudar na memorização e transmissão oral.

O poema épico mais antigo de que temos notícia é a Epopeia de Gilgamesh, elaborado em 3000 a.C. na Suméria, atual Iraque, em escrita cuneiforme com tabletes de argila.

O estudo dos atributos estéticos da poesia é conhecido como “Poética”. Na tradição ocidental greco-romana, a mais famosa é a do pensador Aristóteles (384-322 a.C.). Além disso, algumas sociedades antigas, como a chinesa, por meio do Shi Jing (Clássico da Poesia) da tradição confucionista, desenvolveram cânones de obras poéticas que tinham importância tanto ritual como estética.

Recentemente, os estudiosos têm se esforçado para encontrar uma definição que possa abranger todas as diferenças formais e contextuais que se encontram nos textos poéticos. Os poemas que registram os eventos históricos de forma épica, como a Odisseia, costumam ser longos e narrativos, enquanto os poemas litúrgicos (hinos, salmos, etc.) são mais curtos e adotam um tom de inspiração espontânea. Ademais, temos os poemas trágicos e elegíacos, que estimulam uma resposta sentimental profunda por parte do leitor, e os poemas líricos, que costumam retratar um fragmento, um flash da vida do autor.

Nesse sentido, o historiador polonês Władysław Tatarkiewicz, em sua obra O Conceito de Poesia, afirma que existem dois conceitos que podem definir a poesia, uma vez que o termo costuma ser aplicado a dois objetos distintos. O primeiro é o de “arte baseada na linguagem” e o segundo assume um significado mais geral, definindo a poesia como um certo “estado da mente”.

Entre os maiores poetas da tradição ocidental, iniciada por Homero, destacam-se o italiano Dante Alighieri (A Divina Comédia), os ingleses John Milton (Paraíso Perdido) e Lorde Byron (Don Juan), o francês Baudelaire (As Flores do Mal), o português Fernando Pessoa (Obras Completas de Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis), o espanhol García Lorca (Romanceiro Gitano), o chileno Pablo Neruda (Cem Sonetos de Amor) e o brasileiro Carlos Drummond de Andrade (O Sentimento do Mundo), entre centenas de outros.

Arquivado em: Gêneros Literários