Família Poaceae

A família Poaceae é também conhecida como gramíneas, capins, gramas ou relvas. Seus representantes consistem em plantas floríferas, monocotiledôneas e economicamente é a família mais importante dentre as famílias economicamente relevantes para os humanos. Porém, o sistema de classificação desta família é controverso.

Família Poaceae
Família Poaceae
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Poales
Família: Poaceae

Em 1789, no Sistema de Jussieu, Gramineae era o nome de uma ordem e detinha 58 gêneros. Com o passar dos anos e novas descobertas, em 1981 o Sistema de Cronquist respeitosamente inclui esta família na ordem Cyperales. Porém, posteriormente esta ordem deixou de existir e foi então que o Angiosperm Phylogeny Group (APG) em 1998, alocou esta família, que recebia o nome de Gramineae, e tinha perto de 700 gêneros e 12.000 espécies, numa nova ordem: Poales. No entanto, uma pequena mudança no sistema APG para APGII em 2003 e novos estudos científicos diminuíram a quantidade de gêneros para 668 e de espécies para 10.035. É este último que está valendo atualmente como referência para esta família.

No Brasil já foram encontradas e descritas 180 gêneros e 1500 espécies do total.

Para a economia humana esta família vegetal é a de maior relevância. Alguns representantes da Poaceae: milho, trigo, centeio, aveia, cana-de-açúcar, cevada e arroz são apenas alguns exemplos. Uns são cultivados para a construção civil, como o Bambu na Ásia. Outros são cultivados para alimentar animais, como o milho no México. E outros simplesmente cultivados para atender a demanda na produção de iguarias na culinária mundial, como o arroz, a aveia e a cevada, e muitos outros.

Morfologicamente, as folhas das gramíneas alongadas e com nervura do tipo paralelinérvea. São também invaginantes, sendo que a bainha aparece fendida. Alternas e dísticas, as folhas apresentam uma união da lâmina foliar com a bainha, que recebe o nome de lígula. A lígula pode ser membranosa maleável, pilosa ou mista. Esta junção é determinante para a taxonomia, sendo peculiar à esta família.

Já as flores tem Androceu com 3 estames e Gineceu unilocular e ovário súpero. O agente polinizador mais comum é anemofilia. Os frutos das gramíneas são tipicamente cariopses, onde a semente vai estar ligada em toda sua extensão ao pericarpo. A cariopse pode ser nua ou vestida, nua se o fruto possui somente germe, endosperma e membrana simples. Exemplos: milho, trigo, centeio. E a cariopse é vestida se o fruto possui a união de glumos que compõem a casca. Exemplos: arroz, aveia e cevada.

As sementes desta família apresentam uma gama bem variável de adaptações desenvolvidas para obter sucesso no momento da dispersão. Entre as quais podemos citar arestas, pêlos, espinhos e farpas que facilitam a fixação na pele de um animal errante, por exemplo. Os pêlos abrandam a queda da semente no momento da dispersão e as arestas ajudam a fixar quando o solo não é muito favorável.

Os tipos de reprodução deste grande grupo podem ser assexuada, auto-fertilização ou por cruzamento entre indivíduos.

Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Poaceae
http://www.worldlingo.com/ma/enwiki/pt/Poaceae
http://www.britannica.com/EBchecked/topic/465603/Poaceae
http://www.meemelink.com/prints%20pages/prints.Poaceae%20A.htm