Predicativo do objeto

Mestre em Ciências Humanas (CEFETRJ, 2014)
Especialista em Linguística, Letras e Artes (CEFETRJ, 2013)
Graduada em Letras - Literatura e Língua Portuguesa (UFRJ, 2011)

Semanticamente, isto é, quanto ao significado, podemos definir predicativo como o elemento da oração que confere a um ente uma característica qualquer. Sintaticamente, isto é, no que se refere às relações estabelecidas com outros termos na oração, o predicativo é o organizador da oração, é o elemento que predica, que seleciona outro termo para completar seu significado, é aquele que prevê uma outra posição sintática, a quem se liga por meio de um verbo de ligação (expresso ou subentendido) para garantir sentido completo à oração. Morfologicamente, isto é, quanto à forma, ainda que possa variar, de maneira geral, o predicativo apresenta-se sob a forma de um nome adjetivo.

Substancialmente o predicativo do objeto não é diferente do predicativo do sujeito. A diferença entre os dois elementos está no nível em que podem ocorrer: enquanto o predicativo do sujeito aparece em nível oracional, o predicativo do objeto figura dentro de uma oração encaixada e é parte constituinte de um predicado selecionado por um verbo significativo, está um nível abaixo daquele em que normalmente aparece o predicativo do sujeito. Vejamos o exemplo “As obras estão atrasadas” o predicativo do sujeito destacado está no mesmo nível do verbo, nível oracional e é núcleo do predicado nominal “estão atrasadas” junto com o verbo de ligação.

Já em “O governador considerou as acusações falsas”, o predicativo sublinhado atribui uma característica a um ente, exatamente como o faz o predicativo do sujeito. E poderíamos até mesmo fazer uma leitura com essa construção “As acusações são falsas”, e assim o ente teria função sintática de sujeito de seu predicativo. Porém, a forma como se organiza essa oração coloca o predicativo e o ente ao qual se refere encaixados no interior de um predicado “considerou as acusações falsas” e, nesse predicado, o ente que recebe a característica descrita pelo predicativo “acusações” exerce função sintática de objeto direto do verbo da oração “considerou”. A nomenclatura de predicativo do sujeito indica que esse elemento está predicando outro elemento no interior de uma estrutura maior, por isso é o predicativo de um objeto selecionado por um verbo significativo.

Vejamos outros exemplos: “O prefeito nomeou seu filho secretário da Casa Civil”, em que a informação da frase encaixada “Seu filho (do prefeito) foi secretário da Casa Civil” pode ser lida com estrutura de sujeito, verbo de ligação e predicativo do sujeito. Na oração original, essa informação está contida encaixada no interior do predicado verbal e o predicativo atribui característica a um termo que, na oração com verbo significativo “nomear”, exerce função sintática de objeto direto “seu filho”. Assim, o verbo “nomeou” seleciona como seu sujeito “O prefeito” e como seu objeto direto “seu filho”, que apresenta em sequência “secretário da Casa Civil” como predicativo do termo “seu filho”, objeto direto do verbo “nomeou”, por isso chamado de predicativo do objeto.

Bibliografia:

CUNHA, Celso. Gramática do Português Contemporâneo. Porto Alegre, L&M Pocket, 2012.

Arquivado em: Português