Ácido Adípico

Por Mayara Lopes Cardoso
O ácido adípico é um ácido dicarboxílico (apresenta duas carboxilas em sua estrutura), é representado pela fórmula química C6H10O4, nomeado oficialmente ácido hexanodióico, sólido (forma de cristais), de cor branca, inodoro, pouco solúvel e mais denso que a água e solúvel em solventes orgânicos tais como álcool e acetona. O nome adípico vem do vocábulo latim adipem, que significa “uma gordura”. Obtém-se o ácido adípico por meio da reação de oxidação do ciclohexanol ou ciclohexanona com ácido nítrico, tendo o cobre e o vanádio como agentes catalisadores.

Uma das principais aplicações do ácido adípico é a produção do sal nylon, um monômero do nylon, polímero de condensação descoberto por Wallace Carothers em 1935.

Tem efeito acidulante e flavoriznate, ou seja, é capaz de tornar o sabor de alimentos e bebidas mais ácidos e disfarçar sabores indesejáveis oferecidos por outros componentes, por isso é aplicado à produção de refrigerantes de frutas, queijos, marmeladas, pós para alimentos e como indutor da formação de géis que se assemelham com gelatinas e geleias. Também é utilizado na fabricação de ésteres aplicados aos lubrificantes e plastificantes, adesivos, espumas de poliuretano, tintas, medicamentos, resinas, fixadores de perfumes, reagentes analíticos e como catalisador em sínteses orgânicas.

Esse ácido não reage com a água nem com materiais comuns, é biodegradável e, portanto, não se acumula ao longo da cadeia alimentar. O contato com o ácido adípico puro em pó deve ser feito meticulosamente, uma vez que é irritante ao aparelho respiratório, especialmente nariz e garganta, e, se inalado, pode causar tosse contínua e dificuldade de respirar. Na sua forma sólida é prejudicial principalmente à pele e aos olhos, causando irritação.

Como resultado da produção do ácido adípico tem-se gás nitroso (N2O), um dos gases que potencializam o efeito estufa, favorecendo assim, ao aquecimento global. A proporção de gás nitroso na atmosfera é de uma tonelada para cada 310 toneladas de gás carbônico (CO2).

Referências
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ácido_adípico
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-40422003000100020
http://kshimizu.sites.uol.com.br/oqsao.htm