Acidulantes

De acordo com as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), um produto é classificado como acidulante quando é capaz de aumentar a acidez de um alimento ou conferir a ele sabor ácido. Os acidulantes mais utilizados pela indústria alimentícia são os ácidos orgânicos iguais aos encontrados em frutas, tais como o ácido cítrico do limão e da laranja, o ácido tartárico, da uva e o ácido málico, presente na maçã. Também são utilizados ácidos inorgânicos, em especial o ácido fosfórico.

Não só a acidez dos alimentos é alterada pelos compostos acidulantes, essas substâncias também desempenham outras funções como regulador de pH, atuando como tampão nas mais diversas etapas do processamento de alimentos e diminuindo a resistência de microrganismos; agente flavorizante, disfarçando gostos desagradáveis de outras substâncias e tornando o alimento mais saboroso; conservadores, controlando o crescimento e desenvolvimento de bactérias patogênicas e seus esporos. Além disso, os acidulantes impedem o escurecimento dos alimentos, modificam a textura de confeitos, realçam a cor vermelha das carnes, contribuem para a extração da pectina e pigmentos de frutas e vegetais, alteram o sabor doce em alguns alimentos, evitam a cristalização indesejada do açúcar, potencializam a ação conservante do grupo benzoato e estabilizam o ácido ascórbico.

Entre as principais substâncias acidulantes estão:

  • Ácido cítrico: o ácido mais usado pela indústria de alimentos, encontrado nas frutas cítricas. Tem a função de neutralizar o sabor doce de alimentos, tornando-o mais ácido. Nos refrigerantes de laranja e limão, por exemplo, adiciona-se o ácido cítrico para acidificar a bebida e oferecer à mesma o sabor dessas frutas. É muito utilizado na produção de sobremesas, sucos, refrigerantes, coolers e outros.
  • Ácido acético: ácido do vinagre, produzido por fermentação acética do álcool em presença da bactéria Acetobacter aceti. É aplicado à indústria de conservantes e também como aromatizante.
  • Ácido lático: obtido por fermentação natural realizada pelo microrganismo Streptococcus lactis e largamente utilizado pela indústria alimentícia na produção de cerveja, carnes curadas, picles, queijos, conservas vegetais e leites fermentados.
  • Ácido fosfórico: principal ácido inorgânico utilizado como acidulante. É utilizado na fabricação de doces pastosos, refrigerantes que não são à base de frutas (os de cola, por exemplo), sucos artificiais e fermentos em pó.
  • Ácido tartárico: é encontrado nas uvas,no tamarindo e nos subprodutos da fermentação do vinho. A produção de geleias, refrigerantes de uva, caramelos e vinhos requer a utilização desse ácido.
  • Ácido málico: principal ácido presente na maçã, obtido pelo processo de hidratação dos ácidos fumárico e maleico. Emprega-se o ácido málico na produção de refrigerantes, pós para sobremesas e para refrescos, produtos de frutas, entre outros.
  • Ácido fumárico: segundo ácido mais aplicado à indústria alimentícia, perdendo apenas para o ácido cítrico. É obtido através da síntese catalisada do ácido maleico e é utilizado na produção de geleias de frutas, balas,sucos, farinha comum e gelados comestíveis.

Referências:
http://www.cca.ufscar.br/~vico/Aditivos.pdf
http://pt.shvoong.com/writing-and-speaking/branded-content/2064551-acidulantes/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Acidulante