Química Fina

O processo de fabricação de medicamentos, alimentos e todo produto de consumo direto, deve contar com matérias prima com alto grau de pureza, ou seja, isento de contaminações, o ramo da química que fabrica esses produtos para serem utilizados como matéria prima é denominada química fina.

Origem:

A química fina deu-se origem em 1856 na Inglaterra, como várias descobertas, ela também foi iniciada acidentalmente quando William Henry Perkin tentava sintetizar uma substancia denominado quinina, onde usava anilina como material de partida, teve com resultado um corante púrpura denominado  malvaína de custo elevado, onde apenas a classe mais alta da sociedade utilizava essa coloração em suas vestes.

Utilização:

Assim sendo, Química Fina é o processo de obtenção de produtos com alto teor de pureza, esses produtos são utilizados como matéria prima em indústrias farmacêuticas, defensivos agrícolas, cosméticos entre outras que produzem produtos para o consumo direto. Emprega-se também a química fina na produção de moléculas químicas puras utilizadas para o  preparo de especialidades.

Atualmente a indústria de química fina no Brasil é responsável por 21% do faturamento do setor químico do país, isso se deve ao fato da atuação de  pessoas altamente capacitada para exercer essa atividade profissional.

A nanotecnologia é a grande responsável pela evolução da química fina no Brasil, o uso de produtos naturais em matérias primas também pode ser considerado um fator importante para o crescimento desse segmento da química.

REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS:
CAMASSETO, J.V.;  ALCINDO,A. S. Quimica fina: sua origem e importância. Disponível em: http://www.revistasusp.sibi.usp.br. Acessado em: 20 de janeiro de 2013

Arquivado em: Química