Azerbaijão

A República do Azerbaijão (em azeri: Azârbaycan Respublikasi) é um país localizado na Ásia Ocidental, com um território de 86.600 km², dimensões um pouco menores que as do estado de Pernambuco. A população do país é de cerca de 9.165.000 milhões e tem como capital e principal cidade Baku. O Azerbaijão localiza-se na região do Cáucaso, área limítrofe entre Europa e Ásia denominada Eurásia, e divide suas fronteiras com Armênia a oeste, Rússia e Geórgia ao norte, o Mar Cáspio a leste e Irã ao sul. A língua oficial é o azeri, apesar da língua russa ter uma grande importância, especialmente na capital do país. A maioria dos habitantes do país, 93,4%, são seguidores da religião muçulmana e o restante divide-se entre cristãos da igreja ortodoxa russa e da igreja apostólica armênia.

O país combina a herança de duas antigas civilizações a dos turcos seljúcidas e dos antigos persas. Acredita-se que o nome do país é derivado da frase persa "Terra de Fogo", referindo-se tanto aos depósitos de petróleo, conhecidos desde tempos antigos, e ao seu estatuto como um antigo centro da fé zoroastriana. A República do Azerbaijão faz fronteira com as provínciasiranianas do Azerbaijão Oriental e do Azerbaijão Ocidental, que são predominantemente povoadas por azeris étnicos.
Pouco se sabe sobre a história do país até a sua conquista e conversão ao Islã pelos árabes em 642 d.C. Com a ocupação árabe, seguiram-se séculos de prosperidade, mas após seu declínio, segue-se a devastação promovida pelas invasões mongóis. A região consegue se reerguer durante os séculos XIII, XIV e XV em meio aos governos dos cãs mongóis e da dinastia Safávida da Pérsia (Irã).

Nos séculos seguintes o Azerbaijão será alvo de projetos expansionistas de Pérsia, Rússia e Império Otomano. Russos e persas acabam por dividir entre si o território do Azerbaijão em 1828por meio do Tratado de Turkmenchay, estabelecendo as atuais fronteiras do país (a parte reservada à Pérsia continua ainda hoje sob administração do moderno Irã). O início da exploração de seus campos de petróleo na década de 1870 levou a um período de prosperidade e crescimento sem precedentes nos anos que antecederam a Primeira Guerra Mundial.

Com o colapso do Império Russo, uma breve república sera proclamada em 1918, mas esta é dominada pelos novos gvernantes da Rússia, os bolcheviques, que unem o Azerbaijão a Armênia e Geórgia para a formação da República Socialista Federativa Soviética

Transcaucasiana,  que será desfeita em 1936, seguindo o Azerbaijão como uma das  repúblicas soviéticas até o colapso da URSS em 1991.

A 18 de outubro de 1991, surge a República do Azerbaijão, cuja mais grave questão de ordem interna e internacional é a disputa com a Armênia sobre Nagorno-Karabakh, uma região separatista de maioria étnica armênia dentro de seu território.

Bibliografia:
Azerbaijão. Disponível em <http://www.portalbrasil.net/europa_azerbaidjao.htm>. Acesso em: 15 abr. 2012.

Background note: Azerbaijan(em inglês). Disponível em <http://www.state.gov/r/pa/ei/bgn/2909.htm>. Acesso em: 15 abr. 2012.

Arquivado em: Ásia