Richard Nixon

O polêmico presidente dos Estados Unidos da América, Richard Milhous Nixon, nasceu no dia 9 de janeiro de 1913, na cidade de Yorba Linda, na Califórnia. Sua formação intelectual foi notável, desenvolvida no Whittier College e concluída na Faculdade de Direito da Universidade Duke. Logo depois ele iniciou o exercício da advocacia. Neste momento ele mal imaginava que se tornaria, posteriormente, o 37° presidente dos Estados Unidos da América, exercendo seu mandato de 1969 a 1974.

Richard Nixon. Foto: Department of Defense / via Wikimedia Commons

Richard Nixon. Foto: Department of Defense / via Wikimedia Commons

Durante a Segunda Guerra Mundial ele atuou como capitão-de-corveta da Marinha, no seio do Pacífico. Depois de cumprir seus deveres militares ele optou pela carreira política, ocupando uma vaga no Congresso como representante da Califórnia. Nixon segue sua ascensão nos meios políticos ao ser eleito, em 1950, para o Senado. Em 1952 ele é escolhido pelo general Eisenhower como parceiro de chapa, com apenas 39 anos.

Já em 1960 ele concorre pela primeira vez à Casa Branca, pelo Partido Republicano, mas perde para John Kennedy, candidato do Partido Democrata, porém já neste momento a diferença entre ambos é muito pequena. Insistente, ele é escolhido novamente por seu Partido, em 1968, contrapondo-se desta vez a George McGovern, a quem finalmente vence, com ampla margem de votos.

Nixon teve uma forte atuação na política exterior, providenciando a saída dos soldados norte-americanos do território vietnamita, no contexto da Guerra do Vietnã; aprofundou as relações de seu país com a China; e incrementou as discussões com a União Soviética sobre a questão da diminuição do arsenal das armas nucleares, de ambos os lados.

Internamente ele combateu energicamente os índices de inflação; implementou uma nova partilha dos rendimentos produzidos pelo pagamento de impostos; decretou a eliminação da obrigatoriedade do serviço militar e elaborou novas medidas contra o crime organizado, bem como um projeto em prol do meio ambiente. Seu governo também foi marcado pela chegada do Homem à Lua, em 1969.

Infelizmente, porém, sua participação no explosivo caso Watergate, que o envolveu em um complexo caso de espionagem contra o partido adversário, acarretou não só sua abdicação do cargo de Presidente dos Estados Unidos, em 9 de agosto de 1974, mas também ofuscou todas as conquistas realizadas em seu mandato. Por conta desta triste atuação ele é considerado por muitos como o pior dirigente dos EUA.

A população americana se sentiu tão enganada por Nixon, integrante da escola religiosa dos Protestantes Quakers, que na eleição posterior venceu Jimmy Carter, um político conservador e aferrado a profundos preceitos morais. Nixon ainda ensaiaria uma volta ao cenário político vinte anos depois.

Mas Watergate o marcara definitivamente, apesar de ele ter declarado, na época, que não era um criminoso. Sua queda foi acentuada também pela participação de seu vice, Spiro T. Agnew, em outros casos polêmicos. Em virtude disso ele renuncia antes de Nixon, em 1973.

Richard Nixon morre em 22 de abril de 1994, com 81 anos de idade, depois de ter publicado várias obras sobre sua trajetória política.

Fontes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Richard_Nixon
http://biografias.netsaber.com.br/ver_biografia_c_782.html

Arquivado em: Biografias