Vasco da Gama

Licenciatura Plena em História (Faculdade JK-DF, 2012)
Pós-graduação em História Cultural (Centro Universitário Claretiano, 2014)

Vasco da Gama nasceu em 1469 em Sines, pai de sete filhos foi um Ilustre navegador português que se destacou pela descoberta do caminho marítimo para a Índia em 1498, dois anos antes de o Brasil ser descoberto. Essa grande expedição foi a mais longa viagem oceânica realizada na época. Comandante da frota partida de Lisboa, em Belém, esta viagem foi importante devido á Índia produzir sedas, especiarias e pedras preciosas.

Retrato de Vasco da Gama (1883). Foto: Everett Historical / Shutterstock.com

Casou-se com Catarina de Ataíde e o seu pai era Estêvão da Gama, cavaleiro de D. Fernando que o nomeou alcaide-mor de Sines. O seu pai era casado com Dona Isabel Sodré que tinha ascendência inglesa por parte do pai e com ligações á casa de D. Diogo, Duque de Viseu.

É certo que Vasco da Gama com um passado pouco conhecido, adquiriu conhecimentos sobre matemática, navegação e também astronomia. A sua primeira missão foi feita ao cargo de D. João II em 1492 que o enviou ao porto de Setúbal (Portugal) para capturar navios franceses e executou com grande sucesso.

A partir de 1460 como o comércio mediterrânico era dominado pela República da Veneza que também dominava as rotas comerciais entre a Europa e a Ásia. Era vontade da coroa portuguesa quebrar esta tendência de monopólio aproveitando a rota de Bartolomeu Dias feita até ao Cabo da Boa Esperança permitiu chegar ao Oceano Índico. Os portugueses já tinham realizado outras expedições que indicavam que a Índia seria acessível pelo mar partindo do Oceano Atlântico.

Seu pai teria sido o escolhido para abraçar o desafio desta nova expedição. Mas com o seu falecimento e também de D. João II no mesmo mês de Julho em 1497, D. Manuel I que o sucedeu, atribuiu esta tarefa ao filho nomeando capitão-mor da frota.

Financiada pelo banqueiro florentino Giromalo Sernige, a primeira expedição com 170 homens, distribuídos por quatro embarcações foi essencialmente exploratória e o seu diário de bordo é atribuído a Álvaro Velho. Depois de passar Tenerife e o Arquipélago de Cabo Verde, Vasco da Gama que tinha na sua frota a companhia de Bartolomeu Dias, depois de passar Serra Leoa desviou para sul em mar aberto sendo bem sucedido. Até à data tinha sido a viagem mais longa realizada em alto mar. Em 16 de Dezembro de 1498 chegaram mais longe do que Bartolomeu Dias tinha conseguido na sua antiga viagem e a 2 de Março de 1498, chegam a costa de Moçambique.

A primeira chegada em solo indiano foi em Calecute em Fevereiro de 1498 abrindo o caminho desta rota para os europeus. Vasco da Gama comandou uma segunda expedição à Índia em 1502. Em 1519 foi eleito primeiro Conde da Vidigueira pelo rei D. Manuel I. Em 1524 foi nomeado Governador da Índia e enviado de novo para aquele país para substituir Duarte de Meneses.

Pouco tempo depois contraiu malária e faleceu antes de chegar a Goa. Seu corpo foi sepultado na Igreja de São Francisco em Cochim na India e em 1539 foi transportado para Portugal para a Quinta do Carmo. Hoje em dia seus restos mortais se encontram no Mosteiro dos Jerónimos desde 1880.

A Obra “Os Lusíadas” de Luíz Vaz de Camões é grande parte focada nas viagens realizadas por ele. Hoje em dia Vasco da Gama faz parte do grupo dos maiores navegadores portugueses.

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Vasco_da_Gama 14.01.2019.

http://www.historiadeportugal.info/vasco-da-gama/ 14.01.2019

https://www.ebiografia.com/vasco_da_gama/ 14.01.2019.

Arquivado em: Biografias