Vasco da Gama

Licenciatura Plena em História (Faculdade JK-DF, 2012)
Pós-graduação em História Cultural (Centro Universitário Claretiano, 2014)

Publicado em 18/02/2019

Vasco da Gama nasceu em 1469 em Sines, pai de sete filhos foi um Ilustre navegador português que se destacou pela descoberta do caminho marítimo para a Índia em 1498, dois anos antes de o Brasil ser descoberto. Essa grande expedição foi a mais longa viagem oceânica realizada na época. Comandante da frota partida de Lisboa, em Belém, esta viagem foi importante devido á Índia produzir sedas, especiarias e pedras preciosas.

Retrato de Vasco da Gama (1883). Foto: Everett Historical / Shutterstock.com

Casou-se com Catarina de Ataíde e o seu pai era Estêvão da Gama, cavaleiro de D. Fernando que o nomeou alcaide-mor de Sines. O seu pai era casado com Dona Isabel Sodré que tinha ascendência inglesa por parte do pai e com ligações á casa de D. Diogo, Duque de Viseu.

É certo que Vasco da Gama com um passado pouco conhecido, adquiriu conhecimentos sobre matemática, navegação e também astronomia. A sua primeira missão foi feita ao cargo de D. João II em 1492 que o enviou ao porto de Setúbal (Portugal) para capturar navios franceses e executou com grande sucesso.

A partir de 1460 como o comércio mediterrânico era dominado pela República da Veneza que também dominava as rotas comerciais entre a Europa e a Ásia. Era vontade da coroa portuguesa quebrar esta tendência de monopólio aproveitando a rota de Bartolomeu Dias feita até ao Cabo da Boa Esperança permitiu chegar ao Oceano Índico. Os portugueses já tinham realizado outras expedições que indicavam que a Índia seria acessível pelo mar partindo do Oceano Atlântico.

Seu pai teria sido o escolhido para abraçar o desafio desta nova expedição. Mas com o seu falecimento e também de D. João II no mesmo mês de Julho em 1497, D. Manuel I que o sucedeu, atribuiu esta tarefa ao filho nomeando capitão-mor da frota.

Financiada pelo banqueiro florentino Giromalo Sernige, a primeira expedição com 170 homens, distribuídos por quatro embarcações foi essencialmente exploratória e o seu diário de bordo é atribuído a Álvaro Velho. Depois de passar Tenerife e o Arquipélago de Cabo Verde, Vasco da Gama que tinha na sua frota a companhia de Bartolomeu Dias, depois de passar Serra Leoa desviou para sul em mar aberto sendo bem sucedido. Até à data tinha sido a viagem mais longa realizada em alto mar. Em 16 de Dezembro de 1498 chegaram mais longe do que Bartolomeu Dias tinha conseguido na sua antiga viagem e a 2 de Março de 1498, chegam a costa de Moçambique.

A primeira chegada em solo indiano foi em Calecute em Fevereiro de 1498 abrindo o caminho desta rota para os europeus. Vasco da Gama comandou uma segunda expedição à Índia em 1502. Em 1519 foi eleito primeiro Conde da Vidigueira pelo rei D. Manuel I. Em 1524 foi nomeado Governador da Índia e enviado de novo para aquele país para substituir Duarte de Meneses.

Pouco tempo depois contraiu malária e faleceu antes de chegar a Goa. Seu corpo foi sepultado na Igreja de São Francisco em Cochim na India e em 1539 foi transportado para Portugal para a Quinta do Carmo. Hoje em dia seus restos mortais se encontram no Mosteiro dos Jerónimos desde 1880.

A Obra “Os Lusíadas” de Luíz Vaz de Camões é grande parte focada nas viagens realizadas por ele. Hoje em dia Vasco da Gama faz parte do grupo dos maiores navegadores portugueses.

Referências:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Vasco_da_Gama 14.01.2019.

http://www.historiadeportugal.info/vasco-da-gama/ 14.01.2019

https://www.ebiografia.com/vasco_da_gama/ 14.01.2019.

Arquivado em: Biografias