Conodontes

Os conodontes eram peixes pré-históricos. Um grupo de cordados primitivos que foram extintos há milhares de anos. Morfologicamente eles eram muito parecidos com as enguias atuais, estão classificados na classe Conodonta e fazem parte do filo Chordata.

Os conodontes viveram do período Cambriano até o período Triássico, sendo o período Ordoviciano o momento de ápice desses animais, entre 500 e 200 milhões de anos de atrás. Os 300 milhões de anos entre os períodos Cambriano e Triássico comprovam que os conodontes foram animais de grande sucesso. Acredita-se que os conodontes eram pequenos invertebrados marinhos, que viviam nos oceanos e nas águas costeiras, tanto regiões tropicais quanto regiões temperadas e mais frias. Outra característica que ajudou no sucesso de vida desses indivíduos era o modo de vida deles. Estudos através de localização dos fósseis demonstraram que os conodontes tinham modo de vida bentônico (viviam na superfície do assoalho oceânico).

Os conodontes são considerados fósseis guia (são fósseis que demarcam uma área por serem abundantes e estarem amplamente distribuídos, facilitando que o local seja identificado dentro de uma escala geológica), são fósseis encontrados com facilidade em rochas sedimentares.

Enquanto os fósseis recentes de conodontes não eram descobertos, eles foram considerados animais anelídeos, artrópodes, moluscos, peixes e até mesmo plantas.

Antes de serem classificados como os atuais conodontes, esses indivíduos já foram chamados de outras 3 maneiras, protoconodontes, paraconodontes e euconodontes. Hoje temos registros de mais de 1500 espécies de conodontes, divididos em pelo menos 50 famílias.

Características morfológicas

Os conodontes eram agnatas e vertebrados, possuíam corpo alongado, tinham simetria bilateral. Estima-se que seus corpos tinham entre 2 e 3 mm de largura e 40 mm de comprimento, apresentavam barbatanas, olhos e dentes. Esses dentes foram os vestígios mais encontrados durante as expedições, pois eram as estruturas mais resistentes, mesmo o corpo dos conodontes contendo fosfato de cálcio em sua composição, apenas os dentes foram fossilizados.

Atualmente os estudos sobre conodontes possibilitam que os climas, a biogeografia, os oceanos e a era paleozoica por si só sejam reconstituídos.

Referências
https://global.britannica.com/science/conodont
http://australianmuseum.net.au/what-are-conodonts

Arquivado em: Cordados