Vírus DNA

Mestre em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas (FIOCRUZ, 2011)
Graduada em Biologia (UGF-RJ, 1993)

Ouça este artigo:

O DNA (ou ADN em português) é o ácido desoxirribonucleico, molécula presente em todos os seres vivos, incluindo os vírus, e que possuem toda a informação genética dos organismos. Vírus são seres muito pequenos e não é possível vê-los a olho nu, tampouco no microscópio ótico, somente no microscópio eletrônico. São seres acelulares, ou seja, não são formados por células e são parasitas intracelulares obrigatórios de todos os seres vivos.

Utilizam as estruturas da célula hospedeira para se reproduzirem. Existem dois tipos de vírus: formados por DNA e formados por RNA (ácido ribonucleico). As doenças causadas pelos vírus são denominadas viroses.

Estrutura dos vírus

Os vírus possuem basicamente duas estruturas: o núcleo (onde encontramos o material genético – DNA ou RNA) e o capsídeo, que é um envoltório de proteínas que protege o material genético. O núcleo mais o capsídeo constituem o nucleocapsídeo. Alguns vírus também possuem um envelope lipoproteico formado por fragmentos da membrana da célula hospedeira. A partícula viral completa é chamada de vírion.

Vírus de DNA - podem ser de fita simples ou fita dupla. Apresentam os nucleotídeos citosina, guanina, adenosina e timina. Podem possuir ou não o envelope lipídico. O ácido nucleico pode ser circular ou segmentado.

Multiplicação e biossíntese dos vírus de DNA

A multiplicação começa com a liberação do DNA viral no núcleo da célula hospedeira, após as fases de adsorção (adesão à membrana da célula hospedeira), penetração (entrada no citoplasma da célula hospedeira) e desnudamento (separação do ácido nucleico viral do seu envoltório proteico). Em seguida ocorre a transcrição (formação do RNA a partir de uma molécula de DNA) e a tradução (transformação do ácido nucleico em proteína) de uma porção do DNA viral que vai produzir enzimas para a multiplicação do DNA viral. A transcrição ocorre pela transcriptase do hospedeiro (que é uma RNA-polimerase). Após algum tempo, haverá a transcrição e tradução dos genes que codificarão as proteínas do capsídeo e também proteínas estruturais. As proteínas do capsídeo, que são sintetizadas no citoplasma celular, migram para o núcleo celular, onde ocorre a maturação. Após esta fase, o DNA viral e as proteínas do capsídeo se juntam para formar os vírus completos. O retículo endoplasmático da célula hospedeira transporta e libera os vírions para fora da célula e eles ficam aptos a infectar outras células.

Exemplos de vírus de DNA e as doenças que causam

  • Adenovírus – foram isolados pela primeira vez nas adenoides, por isso o nome. Causam doenças respiratórias agudas, como o resfriado comum.
  • Poxvírus - causa várias doenças que sempre apresentam lesões cutâneas em forma de pústulas. Dentre elas estão a varíola humana (em inglês small-pox) e a varíola bovina (Cowpox).
  • Herpesvírus – Existem mais de 100 tipos conhecidos. O nome faz referência ao aspecto disseminado (ou herpético) das úlceras do herpes labial. Alguns exemplos de herpesvirus humanos (HHV):
  • HHV-1 e HHV-2 - causa a Herpes Labial Recorrente e Herpes Intraoral Recorrente
  • HHV-3 causa a Catapora (varicela) e por reinfecção, pode ser a causa do surgimento do Herpes-zóster.
  • HHV-4 - causa a Mononucleose Infecciosa
  • HHV-5 –causa má-formação congênita
  • HHV-6 – causa o exantema súbito e está associado à esclerose múltipla
  • HHV-7 - correlaciona-se ao vírus da AIDS
  • HHV-8 associado ao sarcoma de Kaposi, principalmente em pacientes com Aids.
  • Papillomavirus gênero que causa verrugas. Algumas espécies desse gênero são capazes de transformar células e causar câncer.

Hepadnavírus – causam a hepatite B e possuem DNA como material genético, diferentemente dos outros vírus causadores das outras hepatites, que são vírus de RNA. Sintetizam o seu DNA a partir de RNA usando a enzima trasncriptase reversa viral.

Leia também:

Bibliografia:

Classificação dos vírus. Disponível em : https://www.ufrgs.br/labvir/material/aulaCURSOFarmacia_3classificacaoviral.pdf 

SANTOS MPM, MORAIS MPLA, FONSECA DDD, FARIA ABS, SILVA IHM, CARVALHO AAT, et al. Herpesvírus humano: tipos, manifestações orais e tratamento. Odontologia Clínico-Científica (Online), v. 11, n. 3, p. 191-196, 2012.

TORTORA, Gerard J. Vírus, Viroides e Príons. In: Gerard J. Tortora, Berdell R. Funke, Christine L. Case. Microbiologia. Porto Alegre: Artmed, 2012, 10. ed, p. 367–398.

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Doenças, Genética