Lista Vermelha das Espécies Ameaçadas da IUCN

Mestre em Ecologia e Evolução (Unifesp, 2015)
Graduada em Ciências Biológicas (Unifesp, 2013)

Criada em 1964 pela União Internacional para a Conservação da Natureza e Recursos Naturais (IUCN, na sigla em inglês), a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção consiste num inventário que avalia o estado de conservação global de espécies de plantas, animais e fungos de todo o mundo.

Seguindo critérios rigorosos e objetivos – como taxa de declínio, tamanho e estrutura da população e grau de fragmentação –, a Lista Vermelha avalia o risco de extinção de espécies de todo o mundo, constituindo uma ferramenta poderosa para informar e orientar ações para conservação da biodiversidade. Além disso, é um importante indicador da saúde da biodiversidade mundial.

A IUCN procura atualizar a lista a cada 5 anos ou, pelo menos, a cada 10 anos. Isso só é possível graças à colaboração de cientistas de todo o mundo, incluindo membros do Comitê de Sobrevivência das Espécies da IUCN (SSC), de organizações parceiras e também especialistas de universidades, museus, institutos de pesquisa, ONGs etc.

Categorias da Lista Vermelha

O sistema de categorias da Lista Vermelha da IUCN foi desenvolvido para tornar mais objetivo e transparente o processo de avaliação do estado de conservação das espécies. Desde que foram estabelecidas, em 1994, as categorias da Lista Vermelha já passaram por algumas alterações. Segundo a versão mais atual (3.1), as espécies são classificadas em 9 categorias:

Segura ou Pouco Preocupante (Least Concern - LC)

Espécies abundantes e de ampla distribuição ou que não estejam sob ameaças significativas são incluídas nesta categoria. Pardais (Passer domesticus), por exemplo, são aves amplamente distribuídas por todo o mundo e por isso estão classificados nesta categoria.

Quase Ameaçada (Near Threatened - NT)

São consideradas Quase Ameaçadas espécies que estão perto de serem classificadas em alguma das categorias de ameaça (Vulnerável, Em Perigo ou Criticamente em Perigo). A onça-pintada (Panthera onca), por exemplo, é atualmente classificada pela IUCN nesta categoria. Entretanto, em algumas áreas está localmente ameaçada, como é o caso da Mata Atlântica brasileira.

Vulnerável (Vulnerable - VU)

Uma espécie é considerada Vulnerável quando enfrenta um elevado risco de extinção na natureza em um futuro próximo, a menos que os fatores que ameaçam sua sobrevivência e reprodução melhorem. O panda-gigante (Ailuropoda melanoleuca) que já foi classificado na categoria Em Perigo, hoje é considerado Vulnerável graças a décadas de esforços de conservação que resultaram no aumento da população.

Em Perigo (Endangered - EN)

Nesta categoria estão as espécies que provavelmente serão extintas num futuro próximo. O muriqui-do-sul (Brachyteles arachnoides), considerado o maior primata das Américas, é classificado como Em Perigo devido a fatores como declínio populacional e pressão de caça.

Criticamente em Perigo (Critically Endangered - CR)

As espécies que enfrentam elevado risco de extinção na natureza estão incluídas aqui. Os tigres (Panthera tigris) estão listados como Criticamente em Perigo devido, entre outros fatores, ao elevado declínio que as populações vêm sofrendo.

Extinta na Natureza (Extinct in the Wild - EW)

Uma espécie é considerada Extinta na Natureza quando, mesmo após estudos exaustivos em sua área de distribuição histórica, nenhum indivíduo é encontrado, ainda que existam indivíduos em cativeiro.

Extinta (Extinct - EX)

Quando não restam dúvidas de que o último indivíduo de uma espécie – em cativeiro ou na natureza – morreu, ela é declarada extinta.

Dados Insuficientes (Data Deficient - DD)

Nesta categoria entram as espécies sobre as quais não há informações suficientes para fazer uma avaliação do seu risco de extinção.

Não Avaliada (Not Evaluated - NE)

Quando uma espécie ainda não foi submetida aos critérios de avaliação de risco ela é classificada nesta categoria.

Esquema ilustrando o sistema de categorias de ameaça Lista Vermelha da IUCN. Fonte: IUCN-Seahorse.org

Referências:

Categories and Criteria. IUCN Red List. Acesso em 08/2018.

Contributors. IUCN Red List. Acesso em 08/2018.

Introduction. IUCN Red List. Acesso em 08/2018.

IUCN Red List Partnership. IUCN Red List. Acesso em: 08/2018.

Ailuropoda melanoleuca. IUCN Red List. Acesso em: 08/2018.

Brachyteles arachnoides. IUCN Red List.Acesso em: 08/2018.

Panthera onca. IUCN Red List. Acesso em: 08/2018.

Panthera tigris. IUCN Red List. Acesso em: 08/2018.

Passer domesticus. IUCN Red List. Acesso em: 08/2018.

Arquivado em: Ecologia