Questões da prova UFSC 2019/2

Selecionamos as questões mais relevantes da prova de vestibular UFSC 2019/2. Confira!
* Obs.: a ordem e número das questões aqui não são iguais às da prova original.

Questão 41:

No Brasil contemporâneo, anualmente, verificam-se campanhas que advertem e chamam a população para se vacinar, especialmente contra gripe H1N1, chikungunya e dengue.

No início do século XX, o governo de Rodrigues Alves investiu em uma campanha de urbanização e saneamento da cidade do Rio de Janeiro. Como capital federal, a cidade ainda apresentava muitos traços do período colonial e do Império, razão pela qual se tomou a decisão de adotar mudanças saneadoras da cidade.

Sobre o contexto mencionado acima e a história da saúde no Brasil, é correto afirmar que:


Questão 42:

Ao longo da história, as relações entre os seres humanos e o meio ambiente caracterizaram-se por uma intensa e contínua exploração dos mais diversos recursos naturais. Entre as diferentes possibilidades, os rios são expoentes da efetiva relação entre a humanidade e o meio natural.

Sobre as relações entre as diferentes sociedades e os rios ao longo da história, é correto afirmar que:


Questão 43:

Começando depois de 1700, o ímpeto da Revolução Industrial levou a exploração a níveis sem precedentes, medidos pelos custos em recursos humanos e naturais.

GOUCHER, Candice; WALTON, Linda. História mundial – Jornadas do passado ao presente. Porto Alegre: Artmed, 2011, p. 54.

Em relação à Revolução Industrial, é correto afirmar que:


Questão 44:

Especialmente nos primeiros três séculos da História do Brasil, a base econômica centrou-se na produção de açúcar com mão de obra escrava. Em relação à escravidão no Brasil, é correto afirmar que:


Questão 45:

Sobre os processos migratórios ocorridos no Brasil durante o período republicano, é correto afirmar que:


Questão 46:

O choque entre as práticas políticas, econômicas, sociais e religiosas africanas e a civilização moderna tem provocado um esmagador e duradouro impacto sobre os africanos. Num curto espaço de tempo, os africanos passaram de camponeses que viviam da produção das suas terras e do gado para uma incorporação forçada num universalizante sistema econômico e cultural mundial. A par destas transformações econômicas, suas vidas passaram também por transformações políticas, sociais e culturais através das quais as instituições e práticas culturais, sociais, econômicas e políticas foram suprimidas ou marginalizadas.

XABA, Thokozani. Prática médica marginalizada: A marginalização e transformação das medicinas indígenas na África do Sul. In: SANTOS, Boaventura de Souza (org.). Semear outras soluções: os caminhos da biodiversidade e dos conhecimentos rivais. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005, p. 377.

No tempo em que vivemos e na crise que atravessam todas as indústrias europeias, a fundação de uma colônia é a criação de uma válvula de escape. [...] As raças superiores têm um direito perante as raças inferiores. Há para elas um direito porque há um dever para elas. As raças superiores têm o dever de civilizar as inferiores [...]. Vós podeis negar, qualquer um pode negar que há mais justiça, mais ordem e moral, mais equidade, mais virtudes sociais na África do Norte desde que a França a conquistou?

Jules Ferry, em discurso no parlamento francês, em 28 de julho de 1885.

Sobre os textos acima, as ações imperialistas e neocolonialistas das potências industriais e seus desdobramentos, é correto afirmar que:


Questão 47:

Raízes medievais

Pensemos num dia comum de uma pessoa comum. [...] Ao chegar na escola ou no trabalho, ela consulta um calendário e verifica quando será, digamos, a Páscoa [...]. Assim fazendo, ela pratica sem perceber alguns ensinamentos medievais. Foi um monge no século VI que estabeleceu o sistema de contar os anos a partir do nascimento de Cristo. [...] Para começar a trabalhar, a pessoa possivelmente abrirá um livro [...] e assim homenageará de novo a Idade Média, época em que surgiu a ideia de substituir o incômodo rolo no qual os romanos escreviam. [...] Mesmo ao passar suas ideias para o computador, a pessoa não abandona a herança medieval. O formato das letras que ali aparecem, assim como em jornais, revistas, livros e na nossa caligrafia, foi criado por monges da época [...].

FRANCO, Hilário Franco. Ecos do passado. Revista de História da Biblioteca Nacional, jun. 2008.

A respeito das percepções sobre o período medieval e suas contribuições para a sociedade contemporânea, é correto afirmar que:


Questão 48:

Leia o texto, observe a imagem e analise as informações que ela apresenta.

A determinação da posição absoluta prescinde de qualquer ponto de referência particular. Desde a Antiguidade, os gregos imaginaram um sistema universal de referência. Dicearco (350-290 a.C.), um discípulo de Aristóteles, foi o precursor do sistema de coordenadas geográficas.

MAGNOLI, Demétrio; ARAUJO, Regina. Geografia: a construção do mundo: geografia geral e do Brasil. São Paulo: Moderna, 2005, p. 36.

Sobre o tema proposto, é correto afirmar que:


Questão 49:

O continente sul-americano apresenta três grandes unidades geológicas: a Plataforma Sul-americana, a Plataforma da Patagônia e os dobramentos modernos, como é o caso da Cordilheira dos Andes. Sobre o arcabouço geológico e o relevo brasileiro, é correto afirmar que:


Questão 50:

Sobre mudanças climáticas e meio ambiente, é correto afirmar que:


Páginas: 1 2 3 4 [5] 6 7 8