Ressublimação

Ressublimação é o processo contrário a sublimação, ou seja, é a passagem direta de um material do estado gasoso para o sólido. Também pode ser chamado de sublimação inversa ou deposição (já que as moléculas de gases podem ser depositadas espontaneamente para a formação de um sólido), mas ainda assim, muitos químicos se referem a ambos os processos como simplesmente sublimação.

Em condições normais de temperatura e pressão, normalmente vemos as substâncias irem do estado gasoso para o líquido e então, deste para o sólido, entretanto, é possível que um gás, em certas condições específicas, "pule" a fase líquida e se solidifique diretamente. Este fenômeno pode ser melhor explicado com a observação do gráfico a seguir, que descreve, para uma dada substância, as transições de estado físico que ocorrem em função das variações de temperatura e pressão.

O ponto onde os estados sólido, líquido e gasoso se encontram é chamado de "ponto triplo", ali a matéria se encontra em equilíbrio nos três estados. Cada material no universo possui seus próprios valores de pressão e temperatura correspondentes a cada fase, e, portanto, este gráfico pode mudar bastante de acordo com as suas propriedades físicas.

Quando a pressão na qual um gás está submetido é menor ou igual à pressão de vapor de seu ponto triplo, e a temperatura é diminuída, ocorre a ressublimação. Da mesma forma, o mesmo efeito ocorre quando um gás se encontra a temperaturas abaixo de seu ponto triplo e a pressão é aumentada.

Muitas substâncias possuem pressão de vapor bem menores que a pressão atmosférica e por isso não estamos acostumados a ver ressublimações em nosso cotidiano. Mesmo assim, é possível citar alguns exemplos desse fenômeno em condições próximas às normais de temperatura e pressão.

Em países frios é possível observar o vapor no ar mudar diretamente para gelo em folhas, no chão ou na superfície de automóveis sem antes ter se tornado líquido (geada). O mesmo ocorre na formação de nuvens de neve. Isso ocorre porque, em temperaturas tão baixas, as partículas de vapor perdem muita energia e mesmo que estejam num estado de grande agitação de partículas, quando entram em contato com uma superfície muito abaixo do ponto de congelamento da água, se transformam diretamente em gelo.

Em chaminés, muitas partículas sobem em forma de gás, de forma que, quando entram em contato com as paredes, elas perdem energia muito rapidamente e se resfriam, se transformando em sólidos. Essa ressublimação é utilizada industrialmente com objetivo de evitar a poluição atmosférica após combustões, pois é realizada a deposição de alguns componentes dos gases antes destes serem liberados para a atmosfera.

Outra aplicação industrial para a ressublimação é na confecção de filmes finos de carbono, utilizados em componentes de computadores. Neste processo, um material sólido é aquecido até atingir o nível de estado gasoso dentro de uma câmara de baixa pressão. Então, as moléculas deste gás viajam através do espaço na câmara e se ressublimam em uma superfície alvo, até criarem os filmes finos.

Arquivado em: Físico-química