Tipos de laranjas

Mestre em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCAR, 2019)
Bacharel em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2015)

Ouça este artigo:

As laranjas são um dos frutos mais consumidos mundialmente, principalmente na forma de suco. No Brasil, existem diversas espécies nativas desta fruta que somam a maior produção mundial de laranjas, representando cerca de 60% do montante global. Os principais tipos de laranjas cultivados, exportados e consumidos pelos brasileiros são: a laranja-pera, laranja-da-terra, laranja-lima, laranja Bahia, laranja Natal e laranja Hamlin.

Laranja-pera

A laranja-pera, produzida em larga escala e de maneira contínua por todo o ano (leve redução nos meses de inverno), é a mais comum de ser encontrada em feiras e mercados. Pequena e levemente alongada, tem uma casca lisa e esverdeada, com gomos suculentos e poucas sementes. Seu uso mais comum é o preparo de sucos. Como todas as laranjas e demais frutas cítricas, tem elevado teor de vitamina C, que possui diversos benefícios à saúde por estar envolvida em processos de reparo celular (na formação do colágeno), de absorção de ferro (que afeta diretamente o bom funcionamento do nosso sistema imunológico) e do crescimento ósseo em crianças e adolescentes. Dependendo da safra, seu sabor pode ser mais ácido que outros tipos de laranjas. Justamente por isso, é utilizada tipicamente no Brasil como tira-gosto acompanhando a feijoada, um prato extremamente calórico de sabor marcado. Outro benefício desta combinação é o fato de que a laranja possui alto teor de fibras, auxiliando a digestão das gorduras provenientes da feijoada e reduzindo sensações de inchaço ou desconforto.

Laranja-lima

A laranja-lima costuma ser maior que a laranja-pera, com a casca lisa e amarelada ou alaranjada. Seu sabor é mais adocicado por ser menos ácida que outras variedades de laranjas. Sua safra tem produção mais relevante no inverno e primavera, abastecendo o mercado justamente quando há uma queda na produção de laranjas-pera. Seu consumo direto é muito apreciado pelo sabor, sendo comumente oferecida como opção de lanche saudável para crianças.

Laranja-lima. Foto: LoggaWiggler / Pixabay

Laranja-da-terra

A laranja-da-terra tem um aspecto mais grosseiro, com a casca verde enrugada similar a uma mexerica ou poncã. Seu consumo é menos popular por ser levemente amargosa, mais associada a fabricação de geleias e compotas caseiras.

Laranja Bahia

A laranja Bahia (popular baianinha) é uma fruta típica do outono, com casca mais grossa e de cor laranja. Pode ser diferenciada das demais variedades por apresentar uma reentrância na extremidade oposta ao pedúnculo. Seu sabor ácido adocicado agrada tanto para consumo direto dos gomos quanto para preparo de sucos.

Laranja Natal

A laranja Natal é muito parecida com a variedade Valência, apresentando um aspecto oval e cor predominantemente amarela. Seu sabor é adocicado e seu cultivo é feito durante todo o segundo semestre, ou seja, em períodos mais chuvosos e quentes. É interessante citar que diversos agricultores optam por fazer cruzamentos de mudas, gerando variedades como a laranja-pera Natal, a piralima e a pera Rio. Isto ocorre através de enxertia, uma técnica muito empregada com frutos cítricos. Os híbridos resultantes produzem frutos com características intermediarias, unindo sabor e concentração de polpa na geração destas novas variedades.

Laranja Hamlin

Por fim, a laranja Hamlin é cultivada nos meses de outono e inverno. Seu aspecto é semelhante ao da laranja Valência, com frutos amarelos pequenos e de casca fina. Possuem alto teor de fibras, poucos açúcares, sabor ácido e baixa concentração de suco em sua polpa. Ainda assim, seu crescimento é mais rápido que de outras variedades e acontece no período de entressafra de outros frutos. Devido a todos estes atributos, ela ficou popularizada na indústria de fabricação de sucos orgânicos naturais concentrados.

Leia também:

Referências:

Junior, D.M., Negri, J.D., Figueiredo, J.O. e Junior, J.P. (2005) CITROS: principais informações e recomendações de cultivo. Boletim Técnico 200 do Instituto Agronomico de Campinas (IAC).

Salibe, A.A., Teófilo Sobrinho, J. and Müller, G.W., 2002. Sinopse de conhecimentos e pesquisas sobre a laranja ‘Pêra’. Laranja23(1), pp.231-245.

Arquivado em: Frutas