Doutrina Reagan

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Doutrina Reagan é o nome que se dá para a política externa adotada durante o mandato de Ronald Reagan como presidente dos Estados Unidos.

A presidência da principal potência capitalista nos últimos anos da Guerra Fria esteve nas mãos de Ronald Reagan. Seu mandato estendeu-se por quase toda a década de 1980. teve início em 1981 e permaneceu no poder até 1989. Mesmo com uma decadência acentuada da União Soviética, as práticas ainda eram muito relacionadas à disputa ideológica entre capitalistas e comunistas. No período em que Reagan esteve no poder ainda havia a grande preocupação dos estadunidenses em fazer oposição à influência soviética no mundo, sendo que este foi o teor de seu governo.

A Doutrina Reagan foi uma estratégia orquestrada e administrada pelo próprio presidente na qual os Estados Unidos contribuíam com guerrilheiros e movimentos de resistência que se posicionavam contra governos soviéticos e comunistas em países da Ásia, África e América Latina. Todas as ações eram desenvolvidas de forma secreta, mas o empenho era muito grande para que se pudesse reduzir a influência ideológica e governamental de soviéticos nas regiões onde investiam nos grupos de oposição.

Ao mesmo tempo, a Doutrina Reagan buscava a abertura de portas para o capitalismo e para a introdução do que até hoje os Estados Unidos utilizam como argumento, a promoção da democracia liberal.

Atualmente, os Estados Unidos colhem um fruto de ameaça gerado diretamente por causa da Doutrina Reagan. Na década de 1980, seguindo tais preceitos estratégicos, os estadunidenses apoiaram com empenho crescente grupos armados e revolucionários no Afeganistão, em Angola, em Camboja e na Nicarágua. A assistência foi muito grande para se combater governos socialistas e comunistas. Ajudas financeiras e técnico-militares foram fundamentais para fazer crescer os grupos anti-comunistas nos respectivos locais. Entretanto passada a Guerra Fria e anos após tais movimentos, os Estados Unidos sofrem hoje com ações terroristas desses mesmos grupos que armaram anteriormente e que hoje são contra os costumes ocidentais. O caso mais emblemático é o do Afeganistão, terra do terroristas Osama Bin Laden que usara o dinheiro dos Estados Unidos para ampliar o arsenal contra os soviéticos na década de 1980 e hoje o utiliza contra os estadunidenses.

A Doutrina Reagan faz parte de uma tradição muito marcante dos Estados Unidos que é o fato de estabelecer a paz através da força. Foi fundamental para a derrocada da União Soviética e o triunfo da ideologia capitalista.

Fonte:
KARNAL, Leandro. A História dos Estados Unidos. Editora Contexto, 2007.