Museu Victor Meirelles

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

O Museu Victor Meirelles é dedicado à preservação da obra e da memória de um dos mais importantes pintores do Romantismo brasileiro.

Victor Meirelles de Lima nasceu em Florianópolis no dia 18 de agosto de 1832. Pobre e filho de imigrantes portugueses, revelou sua vocação pela pintura desde cedo. Apoiado pelos pais e pelos oficiais da época, aos 14 anos de idade já estudava na Academia Imperial de Belas Artes, que ficava no Rio de Janeiro, local onde, mais tarde, tornou-se professor. Victor Meirelles ficou famoso como um dos mais importantes representantes das artes plásticas no Brasil do século XIX. Faleceu no dia 22 de fevereiro de 1903.

A casa onde viveu o pintor encontrava-se em amaça de demolição na década de 1940. Neste momento, o SPHAN (precursor do IPHAN) desenvolvia um programa de criação de museus por todo o território nacional. O presidente em exercício Eurico Gaspar Dutra autorizou a compra da residência onde viveu Victor Meirelles, em 1946, e o prédio foi tombado no ano de 1950. Surgiu a ideia de transferir as obras do pintor que estavam no Museu Nacional de Belas Artes para o prédio adquirido pelo governo, entretanto as reformas eram inevitáveis. Georges Simoni foi o responsável por supervisionar as reformas, enquanto Rodrigo Melo Franco se encarregou de reunir o acervo inicial.

Muitas doações foram recebidas provenientes de várias instituições para compor o acervo necessário para inauguração do museu, que aconteceu no dia 15 de novembro de 1952. Uma nova série de reformas foi necessária na década de 1960, momento em que novas obras foram arrecadadas para o acervo.

O Museu Victor Meirelles passou a contar com um amplo acervo da obra do pintor brasileiro. Aracy Amaral deu impulso para criação de um centro de documentação e uma nova concepção de museu como centro de cultura para ter maior contato com o público, o que só se efetivou na década de 1990. Antes disso, a residência foi mais uma vez fechada em 1982 para reformas. Como os problemas estruturais eram recorrentes, exigindo muitas reformas, a casa foi fechada para uma ampla renovação e só voltou a funcionar em 18 de agosto de 1994, após a conclusão do Projeto Victor Meirelles. O projeto modernizou tudo e ainda criou salas extras para exposições temporárias de outros artistas. O museu se tornou um centro cultural, científico e educativo, contando com cursos de formação profissional e educação patrimonial, além de várias outras atividades para a comunidade em geral.

O acervo do Museu Victor Meirelles é, naturalmente, baseado nas obras do pintor. A grande coleção de peças inclui pinturas, estudos, desenhos e aquarelas. Há também uma biblioteca com mais de 600 títulos e uma coleção de obras contemporâneas de artistas renomados nacionalmente.

Fonte:
http://www.museuvictormeirelles.org.br/

Arquivado em: História do Brasil