Islã no Brasil

A partir do ano de 1500, época do descobrimento do Brasil, ocorreu a chegada dos islâmicos no País. Em um primeiro momento, esse grupo foi formado por navegadores árabes que chegaram a terras brasileiras por meio das expedições de Pedro Álvares Cabral. Com o trabalho escravo na colônia portuguesa, diversos negros seguidores do Islã foram traficados ao Brasil, processo que ampliou a quantidade de islâmicos na nação.

Um dos feitos mais marcantes dos muçulmanos no Brasil foi a Rebelião de Libertação, na qual foi iniciada uma batalha para defender o Quilombo dos Palmares entre os anos de 1693 a 1694. Além disso, foram de extrema importância na Revolta dos Muçulmanos Haussás (1807) e, em 1835, na Revolta dos Malês, movimento de escravos de origem muçulmana com propostas radicais referentes à libertação dos demais servos africanos que também fossem muçulmanos.

Outro fator importante para o crescimento do Islã no Brasil foi a imigração de libaneses e sírios durante a realização da Primeira Guerra Mundial. Com isso, no ano de 1927, foi criada a Sociedade de Bem-Estar Palestina Muçulmana, na cidade de São Paulo. A partir de 1929, com novos adeptos do Islã chegando ao País, o nome da instituição foi alterado para Sociedade do Bem-Estar Muçulmano.

Entre outros aspectos, um fator que endossou o aumento da quantidade de muçulmanos no Brasil foram traduções confiáveis do Alcorão para o idioma português brasileiro, além da imensa quantidade de informações na internet. De acordo com informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o número de seguidores da religião no País é 27.000. Entre os anos de 2001 e 2011, o número de convertidos ao Islã teve crescimento de 25% na nação.

Apesar disso, algumas entidades não concordam com o número publicado pelo IBGE. Um exemplo é a Federação Islâmica Brasileira, que aponta a existência de 1,5 milhão de seguidores do Islã no Brasil. Em todo o País, estima-se que existam oitenta centros de Islã e cerca de 50 mesquitas.

As cidades de Foz do Iguaçu, Curitiba, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo abrigam as mais populosas comunidades de muçulmanos no Brasil. Notavelmente, na já citada Foz do Iguaçu, encontra-se o maior número de adeptos da religião. Além da presença de salas destinadas à oração e templos por quase todos os outros Estados que compõe a nação, em São Paulo há aproximadamente 10 mesquitas, sendo que a mais antiga é a Mesquita Brasil, fundada no continente latino-americano a partir do ano de 1929.

Fontes:
http://www.mesquitabrasil.com.br/isla_brasil.php
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolta_dos_Malês
http://www.abant.org.br/conteudo/ANAIS/CD_Virtual_26_RBA/foruns_de_pesquisa/trabalhos/FP%2002/26a%20RBA.pdf
http://www.islam.com.br

Arquivado em: Islamismo