Úmbria

Território localizado na área central da Itália, a Úmbria apresenta 834 mil habitantes, uma área de 8.456 km² e sua capital é Perugia. Ao oeste, a Úmbria tem fronteiras com Toscana, ao sul com o Lácio e ao leste com Marche. Situada em uma área privilegiada, a região desfruta da beleza do rio Tibre e dos Apeninos.

Localização da região da Úmbria, na Itália.

Localização da região da Úmbria, na Itália.

Em comparação com a época dos romanos, a região em que atualmente encontra-se a Úmbria não se estende mais ao norte na área em que percorria de Ravena até Marche. Porém, possui a região, antes inexistente, que fica à margem oeste do rio Tibre, a região do entorno de Norcia (território sabino) e Perugia (Etrúria). As cidades com maior território da Úmbria são: Assis, Città di Castello, Foligno, Gubbio, Narni, Orvieto, Perugia, Spoleto, Terni e Todi.

A história da Úmbria remete ao período em que os povos úmbrios e etruscos habitavam a região. Com diversas características semelhantes ao latim, o idioma utilizado por estes povos era o umbro. O território foi dominado pelo exército romano em 295 a.C., após a batalha de Sentino. Os romanos desbravaram o território através da via Flamínia e iniciaram a colonização da Úmbria. Após a invasão do exército de Aníbal Barca, ocorrida na Segunda Guerra Púnica, foi iniciada a batalha do Lago Trasimeno. Durante a guerra civil disputada por Otávio e Marco Antônio, no ano 40 a.C., a capital Perúgia foi arrasada.

Com o declínio do Império Romano, a região da Úmbria foi utilizada em batalhas envolvendo bizantinos e ostrogodos e acabou se tornando uma parte do ducado de Spoleto, território que ganhou sua autonomia entre o ano de 571 e o século XIII. A maior parte da área que pertencia aos lombardos ficou sob domínio de Carlos Magno, que os concedeu ao Papa. Com certa independência, as cidades estavam sempre guerreando entre si, fazendo parte do embate generalizado entre gibelinos e guelfos e entre o Império e o Papado.

A partir do século XIV, houve o aparecimento de vários senhores regionais, absorvidos posteriormente pelos Estados Pontifícios. A região ficou sob domínio destes Estados até o final do século XVII. Com a Revolução Francesa, passou a ser parte do império de Napoleão e da república de Roma. A Úmbria torna-se integrante do Reino da Itália apenas em 1860 com o risorgimento.

No que se refere à história da Igreja Católica, a Úmbria teve papel fundamental por ser a área em que ocorreu o nascimento de São Francisco de Assis (1180), que fundou a Ordem dos Franciscanos.

Fontes:
http://www.portalitalia.com.br/regioes/subregioes.asp?idreg=18
http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%9Ambria
Mapa: http://parlandoitaliano.wordpress.com/2010/03/08/primavera-em-mbria/

Arquivado em: Itália