Elefante

Graduação em Ciências Biológicas (UNIFESP, 2014)

Elefante é o nome comum dado aos mamíferos da família Elephantidae. São os maiores animais terrestres do mundo, pesando toneladas. São herbívoros e se alimentam principalmente de folhas de árvores, ervas, raízes, frutos e gramas. Passam cerca de 16 horas por dia se alimentando e 4 horas por dia dormindo, podendo ingerir por volta de 100 quilos de alimento diariamente. Por causa dessa intensa atividade de alimentação, os dentes dos elefantes se desgastam e são substituídos por novos em alguns estágios da vida. São animais sociáveis e vivem em manadas geralmente compostas por famílias. O sistema social é complexo, sendo que os membros de cada família se comunicam através de sinais visuais, táteis e um enorme repertório de sons de baixa frequência que podem ser ouvidos há alguns quilômetros de distância. Uma das características físicas mais típicas dos elefantes é a presença de uma longa tromba- uma adaptação do nariz. Esse órgão é utilizado por esses animais para sentir odores e sabores, apanhar todo tipo de coisa, emitir sons, tomar banhos de lama, derrubar obstáculos, entre outras.

Elefante africano. Foto: Michael Potter11 / Shutterstock.com

Uma desvantagem do grande tamanho dos elefantes é a dificuldade em regular a temperatura corpórea. Seu volume corporal é muito grande em comparação à sua superfície, o que dificulta muito a dissipação do calor do corpo. Como vivem em ambientes quentes, como savanas e florestas, esses animais sofreram algumas adaptações morfológicas e comportamentais para se adaptar a seu habitat. As grandes orelhas, por exemplo, possuem muitos vasos sanguíneos dispostos na superfície da pele. O sangue com temperatura mais alta passa então por esses vasos e se esfria perdendo calor para o ar que entra em contato com as orelhas. As orelhas estão em constante movimento para aumentar a circulação sanguínea do local e ainda abanar o animal. Além disso, o característico banho de lama também ajuda a resfriar o corpo desses animais. A lama além de demorar mais tempo para escorrer e não evaporar como a água, protege contra picadas de insetos e da radiação do sol quando seca. Por isso é tão comum os elefantes passarem a maior parte do tempo cobertos por lama.

Elefante é um exemplo de animal herbívoro. Foto: Debbie Aird Photography / Shutterstock.com

Elefante é um exemplo de animal herbívoro. Foto: Debbie Aird Photography / Shutterstock.com

Atualmente existem duas espécies de elefantes no mundo: o elefante africano (Loxodonta africana) e o elefante asiático (Elephas maximus). Ambos possuem um tempo de gestação de 22 meses (o maior do reino animal), dando à luz a apenas um filhote que será amamentado por cerca de 2 anos. A expectativa de vida das duas espécies é de aproximadamente 60 anos em vida livre. O elefante africano é maior, com uma altura de 3 a 4 metros e pesando até 6 toneladas. É encontrado no Quênia, Uganda e Tanzânia (África). Possui marfins e a tromba termina em dois lóbulos.

Os elefantes asiáticos são menores, medindo de 2,5 a 3 metros de altura e pesando de 2,7 a 5 toneladas. São encontrados em zonas da Índia, Indochina e nas ilhas da Indonésia. Os marfins são ausentes, as orelhas são menores e a tromba termina em um único lóbulo. As duas espécies, cada uma em seu habitat, possuem importantes papéis ecológicos. Como viajam grandes distâncias, são capazes de dispersar sementes por um raio de até 57 km da árvore-mãe, o que confere variabilidade genética para muitas espécies de plantas.

Elefante asiático. Foto: Andaman / Shutterstock.com

Bibliografia:
http://santuariodeelefantes.org.br/comunicacao-acustica-dos-elefantes/
http://www.saudeanimal.com.br/3145/zoo/mamiferos/elefante-africano
http://mecdb3.c3sl.ufpr.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/2947/Por%20que%20os%20elef%20...%20randes_%20-%20pontociencia.pdf?sequence=1&isAllowed=y
http://mamiferos.mundoentrepatas.com/os-elefantes.htm
http://santuariodeelefantes.org.br/elefantes-os-jardineiros-das-florestas-asiaticas-e-africanas/

Arquivado em: Mamíferos