Locução pronominal

Graduação em Letras Português e Inglês (Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2010)

Antes de entrarmos no tema locução pronominal, vamos relembrar o que é um Pronome. O Pronome é a palavra que indica o tipo de relação existente entre o ser e a pessoa do discurso, ele acompanha ou substitui o substantivo. Por exemplo:

Adriano quebrou a janela do vizinho com a bola. Ele se responsabilizará pelo prejuízo.

Este garante a entrada na faculdade, aquelas, o prazer momentâneo.

A culpa é de alguém por ele ter chorado.

A professora falava alto, mas ninguém ouvia.

Os pronomes se classificam em Pessoais, Possessivos, Demonstrativos, Indefinidos, Interrogativos, Relativos, Oblíquos e de Tratamento. Já, a Locução Pronominal é o conjunto de duas ou mais palavras que equivalem a um pronome. Os mais comuns são:

As locuções pronominais podem vir na forma indefinida, também. Eles são referidos de maneira vaga, imprecisa ou com quantidades indeterminadas a seres da 3ª pessoa do discurso. Algumas das locuções pronominais indefinidas são:

  • cada um
  • cada qual
  • alguma coisa
  • qualquer um
  • quem quer que
  • o que quer que
  • seja quem for
  • seja qual for
  • quanto quer que
  • alguém
  • ninguém
  • outrem
  • algum
  • quanto quer que

Alguns exemplos aplicados na Locução Pronominal:

Qualquer um podia entrar na palestra.

Eles viram alguma coisa na vizinha.

Quem quer que seja, vai pagar por todo o sofrimento.

Teria algum outro salgado assado?

Cada um responde ao seu gestor.

Alguma outra pessoa terá que ajudá-lo.

Existem pronomes que se opõem pelo sentido. Por exemplo:

As crianças não viram ninguém no parque. – sentido negativo

Eles viram alguém do curso deles. - sentido afirmativo

Não sobrou nada do bolo. – sentido negativo

Eles encontram algo no livro sobre o assunto. - sentido afirmativo

A música tem tudo a ver com o momento que Patrícia vive. - sentido de totalidade afirmativa

O vestido não tem nada a ver comigo. - sentido de totalidade negativa

Bibliografia:

PASCHOALIN, Maria Aparecida. Gramática: teoria e atividades. 1. Ed. São Paulo: FTD, 2014. 512p.

Arquivado em: Português